Programação

PROGRAMAÇÃO SEMANAL
INÍCIO TÉRMINO PROGRAMA
00:00 05:59 Músicas construtivas
06:00 06:04 A hora do Ângelus
06:05 06:59 Músicas construtivas
07:00 07:30 Jornal Brasil Hoje
07:31 07:39 Músicas construtivas
07:40 07:44 Oração da Manhã
07:45 07:49 Músicas construtivas
07:50 07:52 Minissermão (com Padre Joãozinho)
07:53 07:59 Músicas Construtivas
08:00 08:10 Reflexão Construtiva (com Padre Ivam Francisco Macieski) - Programa gerado para a Rede Católica de Rádios
08:11 08:19 Músicas Construtivas
08:20 08:30 Reflexão do Evangelho (com Alceu José Faco)
08:31 08:39 Músicas Construtivas
08:40 08:44 Programa da Rádio Vaticano
08:45 08:54 Músicas Construtivas
08:55 08:59 Boletim de Notícias
09:00 10:00 Transmissão ao vivo da Santa Missa, direto do Santuário de Aparecida - SP.
10:01 10:19 Músicas Construtivas
10:20 10:30 Tradução Construtiva (com Alexandre Gamas de Oliveira)
10:31 10:54 Músicas Construtivas
10:55 11:00 Boletim de Notícias
11:01 13:54 Músicas Construtivas
13:55 14:00 Boletim de Notícias
14:01 14:59 Músicas Construtivas
15:00 15:09 Terço da Misericórdia
15:10 17:49 Músicas Construtivas
17:50 17:52 Minissermão (com Padre Joãozinho)
17:53 17:59 Músicas Construtivas
18:00 18:04 A hora do Ângelus
18:05 19:19 Músicas Construtivas
19:20 19:25 Programa Rádio Vaticano
19:26 19:59 Músicas Construtivas
20:00 20:10 Reflexão Construtiva (com Padre Ivam Macieski) - Programa gerado para a Rede Católica de Rádios
20:20 21:20 Cerco de Jericó - somente às quartas-feiras
20:11 21:39 Músicas Construtivas
21:40 21:50 Reflexão do Evangelho (com Alceu José Faco)
21:51 21:59 Músicas Construtivas
22:00 22:04 Oração da Noite
22:05 22:19 Músicas Construtivas
22:20 22:30 Tradução Construtiva (com Alexandre Gamas de Oliveira)
22:31 22:49 Músicas Construtivas
22:50 22:52 Minissermão (com Padre Joãozinho)
22:53 23:59 Músicas Construtivas

 

PROGRAMAÇÃO DE SÁBADO
INÍCIO TÉRMINO PROGRAMA
00:00 05:59 Músicas Construtivas
06:00 06:04 A Hora do Ângelus
06:05 06:59 Músicas Construtivas
07:00 07:30 Jornal Brasil Hoje
07:31 07:39 Músicas Construtivas
07:40 07:44 Oração da Manhã
07:45 07:49 Músicas Construtivas
07:50 07:52 Minissermão (com Padre Joãozinho)
08:00 08:10 Reflexão Construtiva (com Padre Ivam F. Macieski) - Programa gerado para a Rede Católica de Rádios)
08:11 08:19 Músicas Construtivas
08:20 08:30 Reflexão do Evangelho (com Alceu José Faco)
08:31 08:59 Músicas Construtivas
09:00 10:00 Transmissão ao vivo da Santa Missa, direto do Santuário de Aparecida - SP.
10:01 10:19 Músicas Construtivas
10:20 10:30 Tradução Construtiva (com Alexandre Gamas de Oliveira)
10:31 12:19 Músicas Construtivas
12:20 12:40 Construtiva Good News - as Boas Notícias (com Alexandre Gamas de Oliveira)
12:41 14:59 Músicas Construtivas
15:00 15:09 Terço da Misericórdia
15:10 15:59 Músicas Construtivas
16:00 17:00 Construtiva Beats. O melhor da música eletrônica cristã.
17:01 17:49 Músicas Construtivas
17:50 17:52 Minissermão (com Padre Joãozinho)
17:53 17:59 Músicas Construtivas
18:00 18:04 A hora do Ângelus
18:05 19:59 Músicas Construtivas
20:00 20:10 Reflexão Construtiva (com Padre Ivam F. Macieski) - Programa gerado para a Rede Católica de Rádios
20:11 20:59 Músicas Construtivas
21:00 21:20 Construtiva Good News - as Boas Notícias (com Alexandre Gamas de Oliveira)
21:21 21:39 Músicas Construtivas
21:40 21:50 Reflexão do Evangelho (com Alceu José Faco)
21:51 21:59 Músicas Construtivas
22:00 22:04 Oração da noite
22:05 22:19 Músicas Construtivas
22:20 22:30 Tradução Construtiva (com Alexandre Gamas de Oliveira)
22:31 22:49 Músicas Construtivas
22:50 22:52 Minissermão (com Padre Joãozinho)
22:53 22:59 Músicas Construtivas
23:00 23:59 Construtiva Beats. O melhor da música eletrônica cristã.

 

PROGRAMAÇÃO DE DOMINGO
INÍCIO TÉRMINO PROGRAMA
00:00 05:59 Músicas construtivas
06:00 06:05 A Hora do Ângelus
06:05 07:39 Músicas construtivas
07:40 07:44 Oração da manhã
07:45 07:49 Músicas Construtivas
07:50 07:52 Minissermão (com Padre Joãozinho)
07:53 09:59 Músicas Construtivas
10:00 10:05 Reflexão Dominical - Rádio Vaticano
10:06 14:59 Músicas construtivas
15:00 15:10 Terço da Misericórdia
15:11 17:49 Músicas construtivas
17:50 17:52 Minissermão (com Padre Joãozinho)
17:53 17:59 Músicas Construtivas
18:00 18:05 A Hora do Ângelus
18:06 18:59 Músicas Construtivas
19:00 20:00 Transmissão da Santa Missa (direto da Comunidade Jesus Misericordioso, em Campo Largo, PR)
20:01 20:59 Músicas construtivas
21:00 21:05 Reflexão Dominical - Rádio Vaticano
21:06 21:59 Músicas Construtivas
22:00 22:05 Oração da Noite
22:06 22:19 Músicas Construtivas
22:20 22:30 Tradução Construtiva (com Alexandre Gamas de Oliveira)
22:31 22:49 Músicas Construtivas
22:50 22:52 Minissermão (com Padre Joãozinho)
22:53 23:59 Músicas Construtivas

A rádio

A Rádio Construtiva iniciou suas transmissões em 4 de março de 2016, na cidade de Campo Largo da Piedade - PR. É Uma Rádio de Conteúdo Humano: tudo que a emissora transmite, sejam músicas, informações, mensagens, entrevistas, qualquer comunicação, está baseada nos valores cristãos, morais e éticos.

Em suma, a Rádio Construtiva, por meio da sua programação, tem como principal proposta fazer jus ao seu nome e slogan: levar ao ouvinte o que é bom, o que constrói, o que lhe ajuda a ser e estar melhor.

Slogam: Uma Rádio de Conteúdo Humano

Porque Jesus Cristo de Nazaré, o filho de Deus, foi um homem humano. A Igreja Católica Apostólica Romana tem claro que o ser humano é o centro de toda vida social. Por isso, a Rádio Construtiva, por meio de seus Conteúdos Humanos, quer ajudar na construção de um mundo mais justo e humanizado, conforme o Reino que Jesus Cristo de Nazaré tanto sonhou.

Por que as cores vermelha, branca e verde?

Porque no “Ano da Misericórdia”, de 8 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016, o vermelho e o branco simbolizam os raios de luz que brotam (saem) do peito de Jesus Misericordioso ( Eu sou a Luz do mundo. João 8,12), que significam água e sangue, fonte de vida; também é uma homenagem a São João Paulo II, que em vida como papa escreveu uma Carta Encíclica “ Dives in misericordia”, em 30 de novembro de 1980; o verde representa a ecologia, e é também uma homenagem ao Papa Francisco pela Carta Encíclica Laudato si’, que foi publicada em 18 de junho de 2015.

O que representa a marca/letra “C” com os círculos?

A marca em forma de “C” significa uma orelha humana, ouvido para ouvir; os círculos representam as ondas hertzianas (nome dado em homenagem ao alemão Heinrich Hertz) que vêm pelo ar; também, inspirados na música sertaneja, “sete palavras”, elegemos as palavras: Construtiva, Comunicação, Comunidade, Cristo, Cristã, Cristão e Católica, que vão identificar a Rádio, como instrumento da construção do Reino de Deus.

Para ouvir a Rádio

A Rádio Construtiva está presente, neste primeiro momento, nos aplicativos disponíveis para Android e IOS, no aplicativo para facebook em sua página e pelos sites: www.radioconstrutiva.com.br | www.radioconstrutiva.com | www.radioconstrutiva.net

Pode ser ouvida em smartphone, tablet, televisor smart, notebook, computador e no carro.

Se você quer ouvir uma programação que faz bem, que constrói, que lhe ajuda a ser melhor e estar melhor, ouça sempre a Rádio Construtiva e ajude a divulgá-la.

Contato

Santo do dia

São Pio de Pietrelcina, alívio para os sofrimentos de seus fiéis

São Pio de Pietrelcina buscava por meio do sacramento aliviar os sofrimentos atrozes do coração de seus fiéis

Este digníssimo seguidor de S. Francisco de Assis nasceu no dia 25 de maio de 1887 em Pietrelcina (Itália). Seu nome verdadeiro era Francesco Forgione. Ainda criança era muito assíduo com as coisas de Deus, tendo uma inigualável admiração por Nossa Senhora e o seu Filho Jesus, os quais via constantemente devido à grande familiaridade. Ainda pequenino havia se tornado amigo do seu Anjo da Guarda, a quem recorria muitas vezes para auxiliá-lo no seu trajeto nos caminhos do Evangelho.

Conta a história que ele recomendava muitas vezes as pessoas a recorrerem ao seu Anjo da Guarda estreitando assim a intimidade dos fiéis para com aquele que viria a ser o primeiro sacerdote da história da Igreja a receber os estigmas do Cristo do Calvário. Com quinze anos de idade entrou no Noviciado da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em Morcone, adotando o nome de “Frei Pio” e foi ordenado sacerdote em 10 de agosto de 1910 na Arquidiocese de Benevento. Após a ordenação, Padre Pio precisou ficar com sua família até 1916, por motivos de saúde e, em setembro desse mesmo ano, foi enviado para o convento de São Giovanni Rotondo, onde permaneceu até o dia de sua morte.

Abrasado pelo amor de Deus, marcado pelo sofrimento e profundamente imerso nas realidades sobrenaturais, Padre Pio recebeu os estigmas, sinais da Paixão de Jesus Cristo, em seu próprio corpo. Entregando-se inteiramente ao Ministério da Confissão, buscava por meio desse sacramento aliviar os sofrimentos atrozes do coração de seus fiéis e libertá-los das garras do demônio, conhecido por ele como “barba azul”.

Torturado, tentado e testado muitas vezes pelo maligno, esse grande santo sabia muito da sua astúcia no afã de desviar os filhos de Deus do caminho da fé. Percebendo que não somente deveria aliviar o sofrimento espiritual, recebeu de Deus a inspiração de construir um grande hospital, conhecido como “Casa Alívio do Sofrimento”, que se tornou uma referência em toda a Europa. A fundação deste hospital se deu a 5 de maio de 1956.

Devido aos horrores provocados pela Segunda Guerra Mundial, Padre Pio cria os grupos de oração, verdadeiras células catalisadoras do amor e da paz de Deus, para serem instrumentos dessas virtudes no mundo que sofria e angustiava-se no vale tenebroso de lágrimas e sofrimentos. Na ocasião do aniversário de 50 anos dos grupos de oração, Padre Pio celebrou uma Missa nesta intenção. Essa Celebração Eucarística foi o caminho para o seu Calvário definitivo, na qual entregaria a alma e o corpo ao seu grande Amor: Nosso Senhor Jesus Cristo; e a última vez em que os seus filhos espirituais veriam a quem tanto amavam.

Era madrugada do dia 23 de setembro de 1968, no seu quarto conventual com o terço entre os dedos repetindo o nome de Jesus e Maria, descansa em paz aquele que tinha abraçado a Cruz de Cristo, fazendo desta a ponte de ligação entre a terra e o céu.

Foi beatificado no dia 2 de maio de 1999 pelo Papa João Paulo II e canonizado no dia 16 de junho de 2002 também pelo saudoso Pontífice. Padre Pio dizia: “Ficarei na porta do Paraíso até o último dos meus filhos entrar!”

São Pio de Pietrelcina, rogai por nós!

From: Canção Nova

Orações

Fechar

Benção da viagem

Benção do local de trabalho

Deus é o meu guarda

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal

Deus, combate por mim!

Invocação da proteção divina

Livra-nos de nossos inimigos!

Meu Senhor e meu Deus

Oração a Jesus Crucificado

Oração à Nossa Senhora Auxiliadora (São João Bosco)

Oração à Nossa Senhora Rainha dos Anjos (Oração a Maria, Vencedora do poder das trevas)

Oração contra a inveja

Oração de poder

Oração nas tribulações

Oração para não se deixar vencer pelo maligno

Oração pedindo as luzes de Deus

Oração pedindo proteção e cura

Pai Nosso

Pedido de socorro na angústia

Que o Senhor me livre

Quem é esta?

Senhor, Deus dos exércitos

Súplicas da alma

Vence em mim, Jesus!

Orações

Benção da viagem

Que pela intercessão da Bem-Aventurada Virgem Maria, tenhamos uma boa viagem. Que o Senhor esteja no nosso caminho e os seus Anjos nos acompanhem. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Voltar

Orações

Benção do local de trabalho

Abençoa, Jesus, este local de trabalho. Quem aqui trabalha, sua família e tudo o que existe aqui. Que todo espírito de divisão, inveja e competição vá embora. Que os teus Santos Anjos acampem aqui. Abençoa, Senhor, todos e tudo o que com este lugar está relacionado. Protege-o de todos os males e dos perigos visíveis e invisíveis. Este local de trabalho é teu, Jesus! Amém.

From: Padre Márlon Múcio

Voltar

Orações

Deus é o meu guarda

Eu creio que Deus me guarda,
de noite e de dia,
por onde quer que eu ande,
com quer quer que eu esteja,
fazendo o que for que eu faça.
Deus me guarda e protege
de todos os males, perigos e maldades,
visíveis e invisíveis
Deus me guarda e protege
de toda a cilada, armadilha e arapuca,
temporais e espirituais.
Não dorme e nem cochila o Guarda de Isarel.
Não dorme e nem cochila o meu Guarda!
Deus é o meu guarda!
Amém.

From: Padre Márlon Múcio

Voltar

Orações

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro. Amém.

Voltar

Orações

Deus, combate por mim!

Nas minhas lutas e pelejas,
nas minhas mais duras penas,
no meu labor e em meio à dor:
Deus, combate por mim!
Deus, combate por mim!
Deus, combate através de mim!
Vencerá o Senhor!
Venceremos nós!
Amém.

From: Padre Márlon Múcio

Voltar

Orações

Invocação da proteção divina

O Senhor esteja sempre ao meu lado para me defender,
dentro de mim para me conservar,
diante de mim para me conduzir,
atrás de mim para me guardar,
acima de mim para me abençoar.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Voltar

Orações

Livra-nos de nossos inimigos!

Deus de Abraão, Deus de Isaac e Deus de Jacó, tu és bendito! Vem em meu socorro, pois estou só e não tenho outro defensor fora de ti, Senhor, pois eu mesmo me expus ao perigo.

Eu ouvi, dos livros de meus antepassados, que tu libertas, Senhor, até ao fim, todos os que te são caros. Agora, pois, ajuda-me, a mim que estou sozinho e não tenho mais ninguém senão a ti, Senhor meu Deus.

Vem, pois, em auxílio de minha orfandade. Põe em meus lábios um discurso atraente, quando eu estiver diante do leão, e muda o seu coração para que odeie aquele que nos ataca, para que este pereça com todos os seus cúmplices.

E livra-nos da mão de nossos inimigos. Transforma nosso luto em alegria e nossas dores em bem-estar. Amém.

(Ester 4, 17)

Voltar

Orações

Meu Senhor e meu Deus

Meu Senhor e meu Deus, arrancai de mim mesmo tudo o que me impede de ir a Vós.
Meu Senhor e meu Deus, dai-me tudo aquilo que me conduz a Vós. 
Meu Senhor e meu Deus, tirai-me de mim mesmo e entregai-me todo a Vós. 
Amém.

From: São Nicolau de Flue

Voltar

Orações

Oração a Jesus Crucificado

Jesus Salvador, meu Senhor e meu Deus, meu Deus e meu tudo, que nos remiste com o Sacrifício da Cruz e derrotaste o poder de satanás, peço-te que me livres de toda presença maléfica e de toda influência do maligno. Peço-te em teu Nome, peço-te pelas tuas Chagas, peço-te pelo teu Sangue, peço-te pela tua Cruz, peço-te pela intercessão de Maria, Virgem imaculada e Mãe das Dores. O Sangue e a Água que brotaram do teu lado, desçam sobre mim para me purificar, me libertar e me curar. Amém.

Voltar

Orações

Oração à Nossa Senhora Auxiliadora (São João Bosco)

 

Ó Virgem Poderosa,
Tu grande e ilustre defensora da Igreja.
Tu auxílio maravilhoso dos cristãos,
Tu terrível como um exército em ordem de batalha,
Tu, que só destruístes todas as heresias em todo o mundo, 
Ó Senhora, nas nossas angústias,
nas nossas lutas, nas nossas aflições e tentações,
defendei-nos do inimigo;
e na hora da nossa morte,
acolhe a nossa alma no paraíso. Amém.

From: Orações de todos os tempos da igreja (Prof. Felipe Aquino - ORG).

 

 

 

Voltar

Orações

Oração à Nossa Senhora Rainha dos Anjos (Oração a Maria, Vencedora do poder das trevas)

Augusta Rainha dos céus, soberana mestra dos Anjos, 
Vós que, desde o princípio, recebestes de Deus 
o poder e a missão de esmagar a cabeça de Satanás, 
Nós Vos pedimos humildemente, 
Enviai vossas Santas legiões de Anjos para que elas, 
sob vossas ordens, e por vosso poder, 
persigam os infernais espíritos, combatendo-os por toda a parte, 
confundam a sua audácia e os precipitem nos abismos.
Quem é como Deus, ó boa, terna e meiga mãe? 
Vós sereis sempre o nosso Amor e a nossa esperança. 
Ó Mãe de Deus, enviai vossas Santas Legiões de Anjos para nos defender e repelir de nós o cruel inimigo. 
Santos Anjos e Arcanjos, defendei-nos e protegei-nos. Amém.
 

Voltar

Orações

Oração contra a inveja

Neste momento em que me encontro em oração nos Teus braços Jesus, Te peço a graça de ser livre deste veneno que é a inveja, trazida ao mundo por satanás. Senhor, peço que venhas em auxílio de minhas fraquezas e de minhas fragilidades.

Entrego de todo coração a Ti, Senhor, todos os momentos que experimentei o sentimento de inveja, seja com amizades ou bens materiais. Te peço Espírito Santo, que venhas sobre meu coração e sobre minha vida, libertando-me das raízes da inveja.

Vem, Espírito Santo de Deus, dá-me um coração puro e simples, que se alegra com aquilo que sou e que tenho. Vem, Espírito Santo, abrir meus olhos para as riquezas que possuo.

Vem, Espírito Santo de Deus, blindar-me com Teu poder para me proteger contra os invejosos, que querem prejudicar a mim e a meus familiares.
Eu renuncio TODA INVEJA em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Amém!

Voltar

Orações

Oração de poder

Nas chagas de Cristo, eu seja curado!
No Sangue do Cristo, lavado!
No Corpo de Deus, saciado!
No Nome de Jesus, santificado!
Na Cruz do Cristo, liberto!
No Espírito de Deus, batizado!
Na Misericórdia Divina, mergulhado!
Na Face do Cristo, transfigurado!
No Manto de Maria, envolvido!
No Colo da Mãe, carregado!
Amém.

From: Padre Márlon Múcio

Voltar

Orações

Oração nas tribulações

Ó Senhor, esteja eu firme diante do mundo, firme nas tribulações, firme contra os tropeços das tentações. Ajudai-me a não me transviar, de modo que vos possua, e possua a caridade. Fazei com que eu não seja arrancado dos membros de vossa esposa, a Igreja. Não seja arrancado da fé, e assim me possa gloriar junto de Vós. Deste modo, permanecerei tranquilamente unido a Vós, agora pela fé, e depois pela visão, cujo penhor preciosíssimo tenho no dom do Espírito Santo. Amém.

From: Santo Agostinho

Voltar

Orações

Oração para não se deixar vencer pelo maligno

Onipotente Verbo de Deus Pai, Cristo Jesus, Senhor de toda a criação, a ti que deste o poder aos apóstolos para caminharem sobre serpentes e escorpiões, e a ordem admirável para expulsar os demônios; a ti que precipitaste a satanás do Céu como um relâmpago, com a força de teu braço, te dirijo humildemente a minha prece: dá-me, servo indigno teu, o perdão dos pecados, uma fé robusta e o poder para enfrentar, em teu Nome e poder, todas as investidas do diabo e seus anjos maus. Peço-te por ti mesmo, Senhor Jesus Cristo, que virás para julgar os vivos e os mortos e este século pelo fogo. Amém.

Voltar

Orações

Oração pedindo as luzes de Deus

Deus altíssimo e glorioso, vem iluminar as trevas do meu coração. Concedei-me, Senhor, a fé verdadeira, a esperança firme e a caridade perfeita. Concedei-me o sentido penetrante e a clara visão necessária para cumprir tua santa vontade, que não me poderia perder. Amém.

From: São Francisco de Assis

Voltar

Orações

Oração pedindo proteção e cura

Deus, Pai de Bondade, Todo-Poderoso e Santo em todas as vossas obras, Criador de todas as coisas visíveis e invisíveis, em Nome de Jesus, vosso Único Filho e Senhor Nosso, a quem destes um infinito poder sobre tudo o que há no Céu, na Terra e nos infernos, nós vos suplicamos: apiedai-vos de nós, vossos pobres e pequeninos filhos.

Mendigamos, ó Rei dos reis e Senhor dos senhores, o perdão dos nossos pecados e o dom urgente da paz. Livrai-nos do desânimo e do desespero. Fortalecei-nos em meio aos sofrimentos e tentações da fugaz vida presente. Alegrai-nos na perseguição por conta do vosso Nome.

Tirai de nós toda confusão espiritual e psicológica. Afastai, para longe de nossa casa, da casa de nossos parentes e vizinhos, toda inveja e falsidade. Preservai nossos lares de incêndios, arrombamentos, roubos, sequestros e maus-agouros. Em vossa infinita bondade, permiti que o nosso Anjo da Guarda vigie durante a noite para que tenhamos um sono tranquilo e reparador.

Não permitais, ó Deus, que o maligno zombe de nós! Vós podeis impedir toda ação diabólica contra a nossa família, protegendo-nos dos seus dardos inflamados. Extirpai para longe de nós o medo as heresias, as drogas, a bebedeira e todos os vícios, os desvios de sexualidade e comportamento, a loucura e o espírito de murmuração e de blasfêmia.

Livrai nosso Brasil dos flagelos da inflação, da corrupção, da fome, do desemprego, da violência, do aborto e das injustiças sociais, consequências terríveis dos nossos pecados.

Em vossa infinita bondade e misericórdia, curai nossas enfermidades do corpo e da alma! Tende compaixão de nós, restituindo-nos a saúde e a paz, a força para vencer e a coragem para viver.

Por Jesus Cristo, Vencedor invicto nas nossa batalhas cotidianas contra o mal, no amor do Espírito Santo. Amém.

From: Padre Márlon Múcio

Voltar

Orações

Pai Nosso

Pai nosso, que estás nos céus!
Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino;
seja feita a tua vontade,
assim na terra como no céu. Dá-nos hoje o nosso
pão de cada dia. Perdoa as nossas dívidas,
assim como perdoamos
aos nossos devedores. E não nos deixes cair
em tentação,
mas livra-nos do mal,
porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.

Voltar

Orações

Pedido de socorro na angústia

Grande Deus e Senhor da minha alma, quando os problemas se apresentam, eu recorro à oração, confiando no Nome de Nosso Senhor Jesus Cristo. Preciso ser envolvido no poder de teu Espírito Santo, e que toda graça do Céu venha ao encontro de minha vida.

Seja esmagado o império do mal, seja destruída toda obra do maligno, afastada toda perturbação e repreendida a feitiçaria. Saia toda inveja, afaste-se de mim a maldade. Meu corpo seja curado e aja sobre mim a bênção da prosperidade, progresso em meu trabalho, bonança em meu lar, vitória para meu viver e mais fé para vencer. Com Deus eu vencerei!.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Voltar

Orações

Que o Senhor me livre

Que o Senhor me livre,
e sempre projeta,
de todo mal visível e invisível,
temporal e espiritual,
no corpo e na alma,
no tempo e na eternidade.
Amém.

From: Padre Márlon Múcio

Voltar

Orações

Quem é esta?

Quem é esta que avança como aurora,
Bela como a lua, brilhante como o sol,
Temível como um exército em ordem de batalha?
(Cânticos 6, 10).
Esta é Maria! A Mãe de Jesus e nossa Mãe!

Voltar

Orações

Senhor, Deus dos exércitos

Senhor, Deus dos exércitos, que eu arda de zelo pela Tua causa, me consuma de amor por Ti e combata, por Ti, o bom combate da fé. Sou Teu combatente, na fé, na esperança e na caridade!

O Senhor me livre da deserção final e me proteja nas mais duras pelejas. Que eu me minha casa sirvamos a Ti e a mais ninguém, de noite e de dia, em todo o tempo e lugar, na santidade e na justiça, enquanto durarem os nossos dias. 
Amém.

From: Padre Márlon Múcio

Voltar

Orações

Súplicas da alma

Dá-me a graça, ó Deus: de fazer não apenas o que me agrada, mas o que tem que ser feito e aos teus olhos é bom, escolher o que me custa mais, preferir o que ajuda aos demais, perdoar os meus perseguidores, amar quem me trata com desdém, escolher o que é justo e dá paz aos corações. Amém.

From: Padre Márlon Múcio

Voltar

Orações

Vence em mim, Jesus!

Vence em mim, Jesus!
Vence na minha casa!
Vence na minha família!
Vence na minha saúde!
Vence no meu trabalho!
Vence nos meus relacionamentos!
Vence nos meus afetos!
Vence nos meus estudos!
Vence na minha vocação!
Vence na minha caminhada de fé!
Jesus, contigo eu vença
e em mim o Senhor sempre triunfe.
Pois em Ti, eu sei, jamais vacilarei!
Que a Tua benção, sobre mim desça
e comigo sempre permaneça.
Amém.

From: Padre Márlon Múcio
 

Voltar

Notícias Construtivas

Uma casa que fica pronta em pouco tempo e custa menos de R$ 5 mil. É a "Casa S"

Casa pré-moldada projetada por arquiteto vietnamita custa menos de R$ 5 mil e pode ajudar a dar conforto para famílias que não têm condições de construir nos moldes tradicionais. Foto: Divulgação

No topo da colina, as estruturas de aço do tamanho de uma garagem para dois carros estavam sendo erguidas com vista para um vale verdejante, coberto de arrozais. Eram casas pré-fabricadas projetadas pelo arquiteto vietnamita Vo Trong Nghia. A própria equipe de construção disse ter ficado impressionada com a velocidade de sua obra: quase uma moldura de aço içada por hora, incluindo as pausas para fumar, e basicamente sem o uso de máquinas poderosas. “Parece Lego, e é fácil de instalar”, disse Nguyen Duc Trung, o supervisor do projeto. “Muito mais fácil do que construir uma casa normal”, disse um dos trabalhadores, Le Van Dung, entre tragadas do cigarro.

E muito mais barato também: uma pequena fração dos 35 mil dólares que, segundo ele, custaria para construir uma casa em sua aldeia norte-vietnamita. Conhecidas como “Casas S”, essas estruturas pré-fabricadas em Ba-Vi, a cerca de 50 quilômetros da capital do Vietnã, Hanói, são exemplares de um protótipo que Nghia desenvolve desde 2013. Elas serão os aposentos de um novo centro de meditação budista. Mas Nghia diz que seu plano é a fabricação em massa das moradias portáteis e fáceis de montar para pessoas em favelas, áreas remotas ou campos de refugiados em todo o mundo, a um preço inicial de 1.500 dólares (cerca de R$ 4,7 mil).

Foto: Amanda Mustard/The New York Times

 

“Nós, arquitetos, sempre fazemos projetos para clientes com muito dinheiro, mas há muitas necessidades em comunidades pobrestambém”, diz Nghia, cujo trabalho muitas vezes transpõe o minimalismo japonês para um contexto sul-asiático. Sua equipe diz que já está recebendo consultas preliminares de compradores distantes como Peru, Nigéria, Iêmem, Iraque e Síria.

O arquiteto, de 40 anos, afirma que a Casa S foi projetada para durar pelo menos 30 anos e suportar severas tempestades tropicais como as que sua família, muito pobre, uma vez experimentou na aldeia que vivia, no centro do Vietnã. “É uma iniciativa muito importante. Sem ela, os aldeões vão passar a vida inteira reconstruindo suas casas”. Nghia é o mais recente arquiteto a projetar uma casa pré-fabricada barata como antídoto para a expansão urbana, o deslocamento em massa ou catástrofes naturais.

Especialistas dizem que a Casa S é um dos vários projetos de arquitetura humanitária ou social em todo o mundo que destacam uma crescente consciência social na profissão em um momento em que o número de desabrigados em todo o mundo – 65,6 milhões no ano passado – é o mais elevado desde a Segunda Guerra Mundial.

Casa S - Foto: Amanda Mustard/The New York Times

 

Alguns desses projetos são reconhecidos tanto por sua forma quanto por sua função: o japonês Shigeru Ban projetou abrigos de tubos de papel recicláveis para vítimas de violência e desastres naturais, por exemplo, enquanto o chileno Alejandro Aravena foi pioneiro no que chama de projetos de habitação sociais “incrementais”, nos quais o morador compra a metade de uma casa de dois andares por uma taxa subsidiada pelo Estado, terminando de pagá-la quando e como puder.

Outros projetos são conhecidos por seus patrocinadores famosos. O projeto sueco Better Shelter, por exemplo, em parceria com o Alto Comissariado para Refugiados das Nações Unidas e a loja de móveis Ikea, produz abrigos de emergência em massa, com painel solar, telhados e paredes com proteção UV e peças que podem ser substituídas individualmente. Essas e outras iniciativas, em geral, são bem-recebidas por profissionais da área. Ban e Aravena recentemente ganharam o prêmio Pritzker, maior prêmio mundial de arquitetura; o Museu de Arte Moderna de Nova York, no ano passado, selecionou uma unidade da Better Shelter para sua coleção permanente e exposição. Alguns críticos dizem, porém, que a arquitetura humanitária muitas vezes ignora as complexidades da política de habitação e finanças, bem como variações locais de clima, materiais de construção e preferências estéticas.

Casa S - Foto: Amanda Mustard/The New York Times

Chang Jiat Hwee, professor assistente de Arquitetura da Universidade Nacional de Singapura e autor de “A Genealogy of Tropical Architecture: Colonial Networks, Nature and Technoscience” (Genealogia da arquitetura tropical: redes coloniais, natureza e tecnociência), diz que a ideia de utilizar casas pré-fabricadas para resolver problemas habitacionais no Hemisfério Sul foi iniciada pelos europeus, no século 19 e se tornou especialmente popular na década de 1950. Só que os projetos tinham vários problemas, hoje e na época, porque apresentavam uma abordagem universalista que ignorou as particularidades locais. Chang se pergunta se o projeto daCasa S poderia evitar as mesmas armadilhas.

“Vo Trong Nghia é um arquiteto muito bom e sua empresa projetou algumas belas casas familiares, mas acho que desenvolver um protótipo para habitação em massa apresenta desafios completamente diferentes.” Para Pham Thuy Loan, vice-presidente do Instituto Nacional de Arquitetura do Vietnã, não seria prático vender unidades da Casa S na maior parte do norte do Vietnã. “As pessoas de lá veriam um projeto com estrutura de aço como uma mudança radical demais do concreto tradicional. Talvez encarem a criação de Nghia como ‘a casa de outra pessoa, e não a sua própria’“, disse ela. “Já os habitantes de áreas rurais do sul do país podem ser favoráveis, porque alguns são menos comprometidos com a estética tradicional.

Nghia fez vários modelos da Casa S, em acabamentos e situações distintas, pensando que ela pode servir ainda como habitação temporária. “A Casa S é adequada para áreas remotas porque nenhum componente individual pesa mais de 45 quilos; seu design também poderia ser modificado para atender às condições locais, como tetos mais altos para climas mais quentes, por exemplo, ou unidades maiores para as comunidades com famílias numerosas.” Um dos estudos do arquiteto contou com uma casa com estrutura de concreto pré-moldado.

O objetivo deste projeto em série é fornecer casas estáveis, leves, permanentes, mais acessíveis, para assalariados de baixa renda em um clima tropical áspero. Embora existam muitos desafios locais, como condição do solo fraca, tifão frequente e potencial terremoto, a estrutura é estável o suficiente para suportar desastres naturais.  Os materiais de acabamento podem ser montados e substituídos facilmente por moradores e vizinhos. Em um dos protótipos, placas de cimento leve foram escolhidas como revestimento.

Casa S - Casa pré-moldada projetada por arquiteto vietnamita custa menos de R$ 5 mil e pode ajudar a dar conforto para famílias que não têm condições de construir nos moldes tradicionais. Foto: Divulgação

O arquiteto conta que planeja ampliar a produção para atender a demanda, quer seja de indivíduos ou de instituições, e quer oferecer a Casa S para a ONU, a preço de custo, para ser usada como abrigo para refugiados. (O S vem de “strong, sustainable and steel”, ou “forte, sustentável e de aço.”) Enquanto isso, ele disse que iria avaliar como as 38 novas Casas S em Ba-Vi vão se sair durante seu primeiro teste, um curso de dois meses de meditação silenciosa ao qual ele planeja assistir. Cada casa terá um telhado de sapé e quatro camas, mas sem ar-condicionado. “Vou saber quais são os problemas depois de tanto tempo de reflexão”, disse ele com uma risada. “Mas acredito que seja bem confortável.” Em uma tarde recente em Ba-Vi, um grupo de budistas envolvidos no projeto do centro de meditação assistia aos trabalhadores da construção civil, com jaquetas azuis da empresa de Vo Trong Nghia, erguendo a estrutura de uma Casa S sob a luz intensa do sol. Uma deles, Nguyen Thao, monja budista do sul do Vietnã, que usava um robe longo marrom, disse que estava ansiosa para passar um tempo na casa, e que não se importava com a falta de luxo. “É boa o suficiente para nós porque temos um estilo de vida simples”, disse Thao com um sorriso brilhante.

From: Haus

Voltar

Notícias Construtivas

Proibida a venda de produto de limpeza em todo o Brasil. Veja qual é o produto

Desinfetante da marca Comercial Vital não possui registro sanitário e por isso foi suspenso pela agência. Foto: Bigstock

 

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu nesta quarta-feira (26) em todo o Brasil o uso e comercialização do produto de limpeza da marca Comercial Vital. O desinfetante não possui registro sanitário e por isso foi suspenso pela agência.

O produto é fabricado pela empresa Paulo José de Almeida, sob nome fantasia de New Limp Produtos para Limpeza, e distribuído por outra empresa, a José Oslei Vital, também conhecida como Comercial Vital.

A medida determina ainda que a empresa promova o recolhimento do estoque disponível no mercado.

Se você tem o produto em casa, a orientação da Anvisa é parar de usá-lo imediatamente e entrar em contato com o atendimento de serviço ao cliente da marca para trocar o produto ou reaver o dinheiro.

De acordo com o Procon-PR, além da imediata suspensão do uso, o consumidor pode pedir ao fabricante a devolução dos valores pagos.

A Anvisa também suspendeu na segunda quinzena deste mês os lotes A4NI51202 e A4NI50503 do álcool neutro da marca Tupi, fabricado pela Callamarys Indústria e Comércio de Cosméticos e Saneantes Ltda.

Segundo os laudos emitidos pela instituição, o produto não apresentou resultados condizentes com o registro sanitário de teor de álcool, acidez e informações do rótulo.

Os lotes fabricados em fevereiro e março de 2015 deverão ser recolhidos do mercado pelo fabricante.

Se você tem o produto de alguns dos dois lotes em casa, a orientação da Anvisa é parar de usá-lo imediatamente e entrar em contato com o atendimento de serviço ao cliente da marca para trocar o produto ou reaver o dinheiro.

De acordo com o Procon-PR, além da imediata suspensão do uso, o consumidor pode pedir ao fabricante a devolução dos valores pagos.


From: Haus

Voltar

Notícias Construtivas

O alerta dos pais de bebê que morreu após ser beijado.

Foto: Nicole Sifrit | Facebook

Quando um amigo ou membro da família ganha um bebê, nosso primeiro instinto é agradecer a Deus. O próximo é ir correndo para o hospital para dar banho de beijos na mãe, no pai e no recém-nascido. Mas nós nos esquecemos do quão frágil e suscetível aos germes é o novo ser, que ficou protegido no útero da mãe por nove meses.

Infelizmente, a morte da menininha de 18 dias, Mariana Sifrit, depois de um simples beijo nos lembrou de tudo o que pode acontecer quando deixamos nossas emoções falarem mais alto que o bom-senso e a  precaução.

Quando Mariana nasceu, no dia 1.º de julho de 2017, seus pais, Nicole e Shane, estavam cheios de esperança para um futuro maravilhoso como família. Os pais se casaram seis dias depois, mas durante a celebração, eles não conseguiam acordar Mariana e ela recusava o leite. Ansiosos, foram direto a um hospital infantil em, Iowa, Estados Unidos. Lá, receberam a notícia que a pequena bebê havia contraído meningite, doença transmitida por um vírus que, entre outros sintomas, causa herpes e feridas.

Os médicos informaram aos pais que ambos não possuíam o vírus, e que Mariana, provavelmente, havia contraído a doença depois de ter sido beijada por alguém infectado. Os profissionais disseram ainda que essa pessoa não precisava necessariamente apresentar uma ferida aberta para ser portadora do vírus. Eles explicaram que “a pessoa infectada toca na criança e ela, depois, leva a mão na boca”, o que é suficiente para passar no vírus.

Uma vez diagnosticada, Mariana foi direto para a UTI. O pai dela lembra que “depois de duas horas ela deixou de respirar e todos os seus órgãos simplesmente começaram a falhar.”

O que era para ser um dia de alegria terminou com Mariana lutando por sua vida.

Porém, apesar de seu espírito de luta e do dedicado time de profissionais médicos, a “princesa” Mariana sucumbiu ao vírus apenas 11 dias depois, em 18 de julho. A mãe dela postou no Facebook:

“Nossa princesa Mariana Reese Sifrit ganhou suas asinhas de anjo nesta manhã. Ela estava no colo do papai, com a mamãe ao seu lado. Em apenas 18 dias, ela transformou as nossas vidas. Esperamos agora que a história dela possa salvar outros bebês”.

Nicole também fez um alerta aos pais: “Mantenham seus bebês isolados. Não permitam que ninguém vá visitá-los, certifiquem-se de que as pessoas que estão por perto lavem as mãos constantemente. Não deixem que as pessoas beijem seus bebês e lembrem-se de perguntar [se a pessoa está saudável] antes de pegar seus bebês “.

É uma situação complicada. Ninguém quer ofender um visitante bem-intencionado. Porém, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, mais de 3,7 bilhões de pessoas no mundo estão infectadas pelo HSV-1, o vírus da meningite, sendo muitos os casos assintomáticos dessa doença altamente contagiosa. Na América, a OMS estima que de 40 a 50% da população têm o vírus, embora outras fontes coloquem esse valor muito acima: até 80 por cento. Isso é um risco potencial para qualquer recém-nascido.

Sandra Beltrán, pediatra da Associação Colombiana de Doenças Infecciosas, explica que o ato de “beijar nos lábios é um foco transmissor de doenças”. Ela explica que o fraco sistema imunológico do recém-nascido  – e até mesmo de crianças um pouco maiores  – faz com que seja imperativo evitar beijos diretamente na boca.

Embora tenha tido mais visibilidade, Mariana não é o primeiro recém-nascido a morrer em tais condições. Em 2009, uma mãe do Reino Unido passou o vírus para seu próprio bebê, que morreu com 11 dias de vida. Infelizmente, há outras histórias semelhantes a essas.

Então, ao visitar amigos e familiares que acabaram de ganhar bebê, considere que, embora possamos querer sufocar esses pequenos anjos lindos com abraços e beijos, é nosso dever levar apenas nosso amor para o hospital – e talvez um lindo presentinho!

Para os novos pais, a dica é: não se sintam desconfortáveis em passar essa mensagem de precaução para todos os seus entes queridos. Eles entenderão!

From: Aleteia Brasil

Voltar

Notícias Construtivas

Quem reza, com fé, diante do Sacrário, consegue a graça que precisa. Conheça estes testemunhos

Foto: Internet | domínio público

Um amigo me perguntou: “Por que você fala tanto dos sacrários?”

Ia responder assim: “Por que lá está Jesus”. Mas quis fazer algo melhor. Pensei no imenso amor e na amizade com que Jesus me brindou ao longo da minha vida. “É meu amigo, Jesus é meu melhor amigo”, respondi.

E me lembrei de que a serva de Deus, irmã Maria Romero, costuma levar rosas frescas todos os dias e as colocava perto da porta do sacrário para que o aroma das flores chegasse a Jesus.

Também me lembrei de um amigo. Há meses estava desempregado. Veio ao meu trabalho e me contou preocupado o que estava acontecendo. Eu recomendei: “Vá a uma capela onde tenha um oratório com o sacrário. Ali está Jesus. Conte a ele o que está acontecendo e peça a ele que te ajude. Se não for por você, vá por sua família.”

No dia seguinte, bem cedo, ele voltou a me visitar. Desta vez estava diferente, alegre, com esperança no olhar. E me disse:

 – “Você não vai acreditar. Fiz como você me sugeriu. Saí daqui e fui a uma capela perto da minha casa. Participei da Eucaristia e fiquei um pouco acompanhando Jesus naquele sacrário. Contei-lhe tudo. Ao chegar em minha casa, abro a porta e toca o telefone. Era uma empresa que queria me contratar. Começo na próxima semana. É incrível!”

Tenho outro grande amigo que era judeu. Ele se chama José. A gente trocava cartas com frequência. Eu gostava muito de conversar com e ele, porque ele era uma pessoa muito culta, que falava 10 idiomas. Morava na Argentina. Também com ele aconteceu algo extraordinário em torno do sacrário.

Em uma tarde, ele foi tomar um café com um bispo católico amigo dele em uma destas maravilhosas cafeterias de Buenos Aires.

– “Você se importa se passarmos primeiro na igreja para eu procurar uns documentos que deixei lá hoje de manhã?”, perguntou-lhe o bispo.

– “Não me importo, eu te acompanho”, disse meu amigo José.

Ao entrar na igreja, eles passaram em frente a uma capela que estava com a porta aberta. Ao fundo, estava acesa uma lâmpada vermelha, ao lado do sacrário. O bispo se ajoelhou com profunda devoção, passaram uns segundos de silêncio profundo e ele, com a cabeça baixa, fez o sinal da cruz.

José experimentou “algo” que não conseguia identificar. Ficou curioso.

Quando o bispo se levantou, José perguntou:

“- Por que você fez isso?”

O bispo respondeu, mostrando o sacrário:

“- Lá está Jesus. Ele te vê e te ouve”.

Isso deixou José profundamente inquieto. E ele se dedicou a ler e investigar. Com o tempo, cresceu nele o desejo de buscar e saber mais. E se converteu ao catolicismo.

Um grito brota de minha alma cada vez que me lembro estas maravilhas.

“Glória a ti, Senhor Jesus”

From: Aleteia Brasil

Voltar

Notícias Construtivas

Por que o padre beija o altar no início da missa?

O padre se aproxima do altar e o beija, antes do início da celebração de cada missa. Essa prática parece bastante estranha para algumas pessoas, pois os altares são objetos materiais de pedra ou madeira e não parecem justificar qualquer reverência particular.

Mas qual o verdadeiro significado por trás desse costume antigo?

Beijar objetos sagrados  faz parte de várias religiões há milhares de anos. A prática vem de culturas em que o beijo era visto como um sinal de respeito ou usado como saudação – e foi naturalmente aplicado a objetos que representavam o divino.

À medida que os cristãos desenvolveram a liturgia, eles adaptaram os costumes de sua própria cultura e deram-lhes um novo significado. Beijar o altar era uma dessas tradições, e esse gesto foi rapidamente incorporado às ações do sacerdote na Missa.

O altar tem fundamental importância na conexão com o Santo Sacrifício da Missa que se celebra sobre ele. Foi estabelecido para este propósito e o bispo o consagra quando é instalado em uma nova igreja. A cerimônia de consagração imita, de certa forma, o batismo de um novo cristão, pois o bispo usa óleos santos para abençoar o altar e o veste com uma roupa branca depois das orações.

Simbolicamente, o altar costuma ser a representação de Jesus Cristo, a “pedra angular” da Igreja (cf. Efésios 2:20). Durante a história da liturgia, o sacerdote às vezes beijava o altar antes de abençoar as pessoas, demonstrando que benção vinha de Deus, não dele.

Além disso, ao longo do tempo, as relíquias de santos foram inseridas no altar. Quando o padre o beija, ele também estaria beijando as relíquias.

From: Aleteia Brasil

Voltar

Notícias Construtivas

Uma foto para emocionar qualquer avó: 17 netos arrumados por “ordem de chegada”

Uma foto para emocionar qualquer avó/avô

Uma temporada na praia com a família completa deu origem a uma foto encantadora. A família decidiu retratar os 17 netos de um casal, pela ordem do nascimento de cada um e com cada grupo familiar identificado com uma cor. As seis cores na foto – azul claro, branco, rosa, verde, roxo e azul escuro – identificam os filhos de cada um dos seis filhos do casal.

“A ideia foi da minha irmã”, disse Chrissy, mãe das seis crianças de rosa que aparecem na foto. “Ter uma família grande significa um monte de barulho, risadas, e o mais importante, muito amor. Os 17 primos sempre têm alguém com quem brincar e se divertir”. A foto foi também uma homenagem ao avô das crianças, que faleceu recentemente.

“Eu amei crescer em uma grande família e estou feliz que meus filhos possam ter a mesma experiência”, disse Chrissy. “Essas 17 bondosas, criativas e divertidas crianças são o maior legado do meu pai. Um belo legado de amor. Temos muita saudade dele, mas sentimos sua presença todo dia através do amor e da alegria dessas crianças”.

A foto foi compartilhada no Facebook pela página Roussel Six Pack, que conta o dia-a-dia da família de Chrissy.

From: Sempre Família

Voltar

Notícias Construtivas

Educação dos Filhos

Como lidar com as influências externas que os filhos recebem, segundo Cris Poli

Novo livro da educadora que viveu a Supernanny na tevê vem ajudar pais com dificuldades em competir com o celular, colegas de escola e até avós.

Não há dúvida de que os pais são a maior influência na vida de uma criança, mas certamente não são a única. Avós, tios, colegas de escola e, a partir de certa idade, internet e tevê também afetam na formação da personalidade. Para bem ou para mal. Essa é a constatação que levou a educadora argentina Cris Poli a lançar seu mais recente livro: “Atenção! Tem gente influenciando seus filhos”.

Cris ficou famosa no Brasil todo por ser a protagonista da versão brasileira do programa Supernanny, transmitido pelo SBT, no qual ajudava famílias reais com dificuldades em lidar com seus filhos pequenos. Em sua nova obra – a oitava lançada no país -, ela orienta pais que querem evitar interferências negativas no comportamento dos filhos.

Em entrevista ao Sempre Família, Cris explica que essas outras influências são naturais e nem sempre ruins. Para ela, com o que se vê fora de casa, os pais podem exemplificar questões que ajudam os filhos a formarem sua visão de certo e errado. “Hoje muito se fala em ‘não invadir o espaço do filho’. A questão é que não é uma invasão, mas sim, uma supervisão. E para que a criança não se sinta pressionada pelos pais é preciso que o diálogo comece desde cedo, quando ainda pequeno, para que ela se sinta confortável em contar o que está acontecendo. Assim o pai pode intervir diante da percepção de uma influência que ele julga negativa”, avalia.

E quando o agente influenciador está dentro da própria família? A educadora tranquiliza os pais preocupados em não ofender os avós, por exemplo, que tendem a ser o suporte para o cuidado diário da criança, mas que nem sempre influenciam do modo como os pais esperam. “No começo eles podem ficar um pouco ressentidos, mas com o tempo entendem. Eu sou avó e sei bem disso. Com bom senso, tranquilidade e sem ser agressivo, é possível abrir esse diálogo”, diz Cris. Ela complementa com um testemunho: “Durante o programa Supernanny tive um caso em que a mãe estava perdendo a autoridade em casa, por causa dessa influência que a avó tinha. É preciso falar”.

Para a educadora há dois grandes desafios para a educação das crianças hoje: o pouco tempo dos pais e a falta de limites para uso de tecnologia, tanto por parte dos filhos como por parte dos pais. Ela enfatiza que é preciso separar um tempo com os filhos ao chegar em casa do trabalho, ainda que o dia tenha sido cheio e estressante. “Sem diálogo eles se afastam mesmo. Serão influenciados por outros e aí, na adolescência, você acabará dizendo que não o conhece”, alerta.

Em relação à tecnologia, a educadora é firme em dizer que o uso deve ser moderado não só para os pequenos, mas principalmente para os pais, que são os exemplos: “Hoje todos estão conectados demais. Pais que ficam mexendo no celular à mesa dificilmente conseguem que os filhos façam o contrário. Tem que ter hora para tudo”, finaliza.

Serviço

Livro: Atenção! Tem gente influenciando seus filhos

Autora: Cris Poli

Editora: Mundo Cristão

Valor: R$ 29,90

 

Fonte: Sempre Família

Voltar

Notícias Construtivas

A importância do Sinal da Santa Cruz

 

Se você soubesse a importância desta oração, certamente a colocaria mais em prática!

*(†) Pelo sinal da Santa Cruz,*
*(†) livrai-nos DEUS, nosso SENHOR,*
*(†) dos nossos inimigos!*
*(†) Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!*

Quando você acorda, você faz sobre si o “sinal da Cruz”? E antes das refeições? E quando vai dormir? Ao menos alguma vez ao dia? Não?! Se você soubesse a importância desta oração, garanto que você a colocaria mais em prática!

Muitas pessoas, não entendendo a importância dessa oração, a fazem de maneira displicente, ficando apenas no gesto, sem a efetiva invocação da Santíssima Trindade.

*O “sinal da Cruz” não é um gesto ritualístico, mas sim, uma verdadeira e poderosa oração! É o sinal dos cristãos! Por meio dele muitos santos invocaram a proteção do Altíssimo, e através dele pedimos a Deus que, pelos méritos da Santa Cruz de Seu Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, Ele nos livre dos nossos inimigos, e de todas as ciladas do mal, que atentam contra a nossa saúde física e espiritual.*

*Mas você sabe fazer o “sinal da Cruz”?!*

De forma solene, sem pressa, e com a maior devoção e respeito:

*† Pelo sinal da Santa Cruz (na testa): pedimos a Deus que nos dê bons pensamentos, nobres e puros. E que Ele afaste de nós os pensamentos ruins, que só nos causam mal.*

*† Livrai-nos Deus, Nosso Senhor (na boca): pedimos a Deus que de nossos lábios só saiam louvores. Que o nosso falar seja sempre para a edificação do Reino de Deus e para o bem estar do próximo.*

*† Dos nossos inimigos (sobre o coração): para que em nosso coração só reine o amor e a lei do Senhor, afastando-nos, pois, de todos os maus sentimentos, como o ódio, a avareza, a luxúria… Fazendo-nos verdadeiros adoradores.*

*† Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! – É o ato livramento e deve ser feito com a maior reverência, consciência, fé e amor, pois expressa nossa fé no Mistério da Santíssima Trindade, cerne de nossa fé cristã, Deus em si mesmo. Deve ser feito com a mão direita, levando-a da testa à barriga, e do ombro esquerdo ao direito.*

Agora que você já sabe a importância do “sinal da Cruz”, *faça-o antes de sair de casa, antes de qualquer trabalho, nas horas difíceis e nas horas de alegria também.*

*Faça-o sobre si, e, sempre que possível, na testa de seu filho, de seu marido, de sua esposa, de seu irmão, de seu sobrinho…

Peça a Deus, sempre, para que Ele te livre e aos seus, de todos os males, afim de fazermos tudo, acordar, comer, estudar, trabalhar, dormir, viajar… Em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo! Amém!*

From: Aleteia Brasil

Voltar

Notícias Construtivas

O céu é um “lugar” ou é apenas um “estado”?

 

O céu é um “lugar” ou é apenas um “estado”?

A fé católica nos diz que o céu é um lugar. Saiba por quê.

Há quem opine que o Céu, ou Paraíso, não seja um “lugar” em sentido físico, mas sim um “estado da alma”.

Este seria o caso se nós, humanos, fôssemos apenas espírito, como os anjos ou como o próprio Deus.

Mas não somos puro espírito: somos uma unidade de corpo físico e alma imortal – e essa unidade não é acidental, mas essencial; ela não é “passageira”, mas inerente à nossa humanidade; por isso mesmo, essa integração de corpo físico e alma imortal não pode ser “truncada” após a nossa morte física, já que, sem o corpo, deixaríamos de ser nós mesmos. Não somos almas “aprisionadas” num corpo, como hereticamente se chega a dizer de quando em quando ao longo da história do pensamento. “Somos” corpo – mas corpo e alma, juntos, em unidade. Faz parte da nossa natureza humana ser essa unidade de corpo e alma.

É por isso que, após o término da nossa vida terrena e fisicamente mortal, seremos ressuscitados para a vida eterna. O nosso corpo, misteriosamente, será tornado glorioso por Deus de uma forma que desconhecemos, mas que é necessária para continuarmos a ser nós mesmos na plenitude da vida definitiva. O nosso corpo não é “descartável”. Não é um “acessório”. O nosso corpo faz parte da nossa identidade, da nossa pessoalidade, do nosso ser. Ele é parte de quem somos – não apenas uma “circunstância” na qual “estamos”.

O termo “Céu”, no sentido de “Paraíso”, significa para o católico o lugar e a condição da suprema bem-aventurança, da suprema felicidade. Se Deus não tivesse nos dotado de corpo físico, mas nos criado apenas como puros espíritos, então o Céu não “precisaria” ser um lugar: seria apenas como o estado dos anjos, que se regozijam na Presença de Deus, o Puro Bem, a Pura Felicidade, a Plenitude do Ser.

Mas acontece que o Céu é também um lugar porque nele estaremos de corpo e alma, na integridade do nosso ser. Lá encontramos a humanidade de Jesus, a bem-aventurada Virgem Maria, os anjos e as almas dos santos. Embora não saibamos dizer onde “fica” esse lugar, ou qual é a sua relação com o Universo, a Revelação não nos permite duvidar da sua existência.

Um puro espírito pode estar num lugar enquanto exerce uma ação sobre um corpo naquele lugar, mas, em si mesmo, o espírito vive numa ordem superior à do espaço. Já um ser “de fronteira”, feito ao mesmo tempo de corpo e de alma, está em um lugar devido à sua realidade que é também corpórea, física. É o caso específico do ser humano.

Ao falar do assunto em sua obra “L’Éternelle vie et la profondeur de l’âme” (1949), o teólogo e filósofo pe. Reginald Garrigou-Lagrange, O.P., nos recorda a doutrina confirmada pelo Papa Bento XII:

“As almas de todos os santos estão no Céu antes da ressurreição dos corpos e do julgamento final. Eles veem a Essência Divina por uma visão que é intuitiva e facial, sem a intermediação de qualquer criatura. Por causa desta visão, na qual desfrutam da Essência Divina, eles são verdadeiramente bem-aventurados: têm a vida eterna e o repouso eterno” (Denzinger, nº 530).

Concílio de Florença (cf. Denzinger, nº 693) reafirma que as almas em estado de graça, depois de purificadas, entram no Céu e veem o Deus Trino como Ele É em Si mesmo, mas com um grau maior ou menor de perfeição conforme os seus méritos durante a vida terrena.

FONTE: Aleteia

Voltar

Notícias Construtivas

Ascensão do Senhor

 

A Igreja Católica celebra hoje a Solenidade da Ascensão do Senhor

Hoje, a Igreja Católica celebra a Solenidade da Ascensão do Senhor ao céu, após quarenta dias de sua ressurreição.

São João Paulo II, ao meditar sobre esta Solenidade, em sua homilia de 24 de maio de 2001, assinalou que “a contemplação cristã não nos subtrai ao compromisso histórico. O ‘céu’ da Ascensão de Jesus não quer dizer distância, mas o ocultar e a vigilância de uma presença que nunca nos abandona, até que Ele venha na glória”.

“Entretanto – continua o santo – chegou a hora exigente do testemunho para que, em nome de Cristo, ‘sejam anunciadas a todas as gentes a conversão e a remissão dos pecados’”.

Uma das passagens bíblicas que narra este episódio da vida do Senhor está no Evangelho de São Marcos 16,15-20:

“Naquele tempo: Jesus se manifestou aos onze discípulos, e disse-lhes: ‘Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura! Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado. Os sinais que acompanharão aqueles que crerem serão estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; se pegarem em serpentes ou beberem algum veneno mortal não lhes fará mal algum; quando impuserem as mãos sobre os doentes, eles ficarão curados’. Depois de falar com os discípulos, o Senhor Jesus foi levado ao céu, e sentou-se à direita de Deus. Os discípulos então saíram e pregaram por toda parte. O Senhor os ajudava e confirmava sua palavra por meio dos sinais que a acompanhavam”.

Fonte: Agência Aci

Voltar

Notícias Construtivas

Os relatos do padre exorcista Gabriele Amorth sobre encontros com Satanás

Os relatos do padre exorcista Gabriele Amorth sobre encontros com Satanás

padre Gabriele Amorth, durante 36 anos, foi o principal exorcista do Vaticano e da diocese de Roma. Até falecer em setembro de 2016, aos 91 anos, ele enfrentou ao longo do seu ministério incontáveis “encontros” com Satanás, que foram tema de muitas entrevistas concedidas pelo padre a meios de comunicação do mundo inteiro.

A nossa época tem graves dificuldades para aceitar tal hipótese. Por trás da dimensão obscura e perturbadora das histórias reveladas pelo padre Amorth, porém, resta a lição de que o mal pode ser combatido – e derrotado.

Eis alguns trechos de entrevistas com o exorcista mais famoso do mundo:

Ao site italiano Libero, em 3 de fevereiro de 2012, o padre Amorth relatou lembranças do seu primeiro encontro com o diabo durante um exorcismo:

“De repente, eu tive a nítida sensação de uma presença demoníaca na minha frente. Senti o demônio me olhando, me examinando, se movimentando ao meu redor. O ar ficou frio. Um amigo exorcista já tinha me falado dessas mudanças bruscas de temperatura. Mas é uma coisa é ouvir falar e outro é viver a experiência. Eu tentei me concentrar. Fechei os olhos e continuei a minha oração, de coração: ‘Sai, rebelde. Sai, sedutor, cheio de armadilhas e mentiras, inimigo da virtude, perseguidor dos inocentes. Deixa este lugar para Cristo, em quem não há nenhuma das tuas obras’”.

O site Luce di Maria, em maio de 2015, também publicou interessantes informações sobre o padre Amorth e sobre o seu ministério. Por exemplo: os exorcistas interrogam o diabo, mesmo sabendo que ele é mentiroso; mas por que falar com ele se já se sabe que a resposta provavelmente será mais uma mentira? O padre Amorth esclareceu:

“Temos que filtrar as respostas do diabo. O Senhor às vezes impõe que ele diga a verdade, para mostrar que Satanás foi derrotado por Cristo e que ele é obrigado a obedecer aos discípulos que agem em nome do Senhor”.

De fato, acrescentou o padre Amorth, o diabo às vezes declara que é forçado a falar e que faz de tudo para evitá-lo. Ser forçado a revelar seu nome, por exemplo, é para ele uma grande humilhação, um sinal de derrota. Ele procura vingança nesses casos e a conversa tende assim a se tornar ainda mais perigosa. O exorcista precisa limitar-se às questões autorizadas pelo Rito e não se deixar conduzir pelo diabo.

Em outra entrevista, concedida à Urlo Magazine em 2009, o padre Amorth contou:

“Certa vez, me aconteceu de perguntar a um demônio por que, apesar da sua inteligência superior, ele preferiu descer ao inferno. Ele respondeu: ‘Eu me rebelei contra Deus e mostrei que sou mais forte do que Ele’. Para eles, a rebelião é um sinal de vitória e de superioridade”.

O poder do rosário

Em seu livro “Eu, o último exorcista”, o padre Amorth relata um diálogo que testemunha a força da Virgem Maria:

Pe. Amorth: “Quais são as virtudes de Nossa Senhora que mais te enraivecem?”

Satanás: “Ela me enfurece porque é a mais humilde de todas as criaturas e porque eu sou o mais orgulhoso. Porque ela é a mais pura de todas as criaturas e eu não sou. Porque ela é a mais obediente a Deus e eu sou o rebelde!”

Pe. Amorth: “Por que temes mais quando eu digo o nome de Maria do que quando digo o nome de Jesus Cristo?”

Satanás: “Porque me humilha mais ser derrotado por uma mera criatura do que por Ele”

Pe. Amorth: “Existe uma quarta qualidade de Maria que te enfurece?”

Satanás: “Ela sempre me frustra porque nunca foi tocada por mancha alguma de pecado!”

O sacerdote recordou também:

“Durante um exorcismo, Satanás me disse por meio da pessoa possuída: ‘Cada Ave-Maria do rosário é para mim um golpe na cara. Se os cristãos conhecessem o poder do rosário, seria o meu fim”.
 

From: Aleteia Brasil

Voltar

Notícias Construtivas

É correto molhar o creme dental antes de escovar os dentes?

Será que é certo molhar o creme dental antes de escovar os dentes?

Certamente você molha o creme dental antes da escovação. Correto? Se você não faz esta ação, você é a minoria, mas muita gente, a grande maioria, faz isso com o intuito de deixar a boca mais úmida e produzir bastante espuma durante toda a limpeza ou por puro hábito. Mas será que essa é a coisa certa a se fazer? Apesar de ser algo simples, uma atitude errada durante a higiene pode afetar a sua saúde bucal e, consequentemente, gerar uma série de problemas. O site Sorrisologia convidou o dentista Johnathan Marcondes para esclarecer essa dúvida.

PODE OU NÃO PODE?

Mesmo que seja um hábito que você tenha aprendido porque simplesmente observou seus pais fazendo, o profissional avisa: molhar o creme dental não é indicado. Essa conduta pode atrapalhar a sua higiene bucal e colocar toda sua limpeza por água abaixo. Todo esse cenário fica ainda mais complicado quando a água é misturada com o excesso de creme. "Forma muita espuma, diminuindo o atrito da escova com a superfície do dente, além de dificultar a visualização da escovação”, alerta.

O QUE ACONTECE QUANDO MOLHAMOS O CREME DENTAL?

Segundo o especialista, a água adicionada ao creme dental vai fazer com que o produto fique mais diluído. Desta forma, ocorrerá a formação de mais espuma. Muita gente pensa que uma quantidade maior de espuma reflete em uma higiene melhor. Só que não é bem assim que funciona. “Todo esse processo faz o creme perder as suas características originais e, consequentemente, acaba não realizando seu efeito total”, diz o dentista. O mesmo acontece quando adicionamos um pouco de água no enxaguante para evitar a sensação de ardência na boca.

O CORRETO A SER FEITO

De uma maneira geral, o correto é colocar a quantidade recomendada de creme nas cerdas, o que corresponde ao tamanho de uma ervilha, e não molhar a escova, muito menos o creme dental. Mas como a espuma pode ser feita? O dentista responde. “A própria saliva presente na boca é suficiente para promover a escovação”, garante.

Viu só? não é necessário acrescentar água no seu creme. Basta caprichar bastante nos movimentos que a saliva vai manter sua boca umedecida durante toda a higiene. Com essa atitude, seu sorriso ficará sempre limpinho e saudável.

NÃO ESQUEÇA DO FIO DENTAL E ENXAGUANTE

Não deixe de usar as outras ferramentas do seu kit de higiene. Antes da escovação, não se esqueça de passar o fio dental entre todos os dentes, principalmente nos molares que acumulam bastante restinhos de comida. Depois, finalize com o enxaguante bucal sem álcool para manter sua boca protegida das bactérias e sem aquela sensação chatinha de ardência.

From: Sorrisologia

Voltar

Notícias Construtivas

A higiene do sono

 

 

Dormir bem para viver bem

Da mesma maneira que, desde cedo, precisamos cultivar bons hábitos de higiene corporal e dentária, necessita-se ensinar aos jovens bons hábitos de higiene do sono.

Inicialmente, devemos adotar horários regulares de sono, ou seja, deitar e levantar habitualmente nos mesmos horários, mesmo nos finais de semana. Sabe-se que indivíduos que trabalham em turnos variados apresentam maior probabilidade de desenvolverem insônia crônica. Também convêm se evitar cochilos prolongados à tarde. Quando a sesta (ou descanso após o almoço) é hábito, ela não deve ultrapassar uma hora, não prejudicando assim o sono noturno.

Outro cuidado fundamental é com o ambiente de sono. O quarto deve conter as condições mínimas de conforto e devemos utilizá-lo apenas para dormir.

Hoje em dia é comum nos quartos uma grande quantidade de aparelhos eletrônicos como televisor, computador, telefone, aparelho de som, etc., e as pessoas ficam muitas horas no ambiente de sono, chegando a trabalhar no local.  Quarto não é lugar de trabalho, de lazer, nem de comer!

Um banho morno duas horas antes de dormir, pode ajudar a relaxar e abaixa a temperatura corporal, o que é necessário para desencadear o sono.

Recomendamos a prática regular de exercícios físicos, sempre pelo menos 6 horas antes do horário principal de sono. Fazer exercícios próximos ao horário de dormir pode tirar o sono. A prática de exercícios além de melhorar a saúde  e a autoestima é  prazerosa e ajuda a consolidar o sono.

Outro fator importante é a exposição à luz solar. Sabe-se que a luz é o principal sincronizador do relógio biológico humano. A propósito, todos têm um relógio biológico que se localiza numa estrutura do cérebro chamada de hipotálamo. Através desse relógio é que ocorrem os ciclos de sono-vigília, produção de hormônios e outros ritmos biológicos fundamentais. Mesmo sem a influência da luz, o relógio biológico continua funcionando, porém expondo-se regularmente a luz pela manhã você sinaliza para seu corpo que está na hora de ficar ativo. Por outro lado, à noite seu corpo sabe que é a hora do repouso. Podemos colaborar mais, diminuindo nosso ritmo de atividades e reduzindo a iluminação à noite.

Continuando, a alimentação também pode afetar o ciclo sono-vigília.  Evitar agentes estimulantes com cafeína (café, chá, chocolate, refrigerantes e nicotina), refeições pesadas e excesso de líquidos antes de deitar é interesante. Um lanche leve antes de dormir, rico em carboidratos pode auxiliar.

O uso de álcool como sedativo deve ser evitado e se consumido pelo menos 6 horas antes do horário de dormir. O abuso de álcool pode levar a diferentes alterações agudas e crônicas do sono e pode desencadear ou piorar roncos, além de acentuar significativamente o número e a duração das pausas respiratórias. Apesar de o primeiro efeito do álcool ser sedativo, o metabolismo hepático do álcool é rápido (meia vida de cerca de 60 minutos) produzindo uma abstinência relativa na segunda metade da noite com sono de má qualidade, despertares, pesadelos, taquicardia, sudorese, náuseas e riscos de quedas e fraturas. A intoxicação aguda por álcool pode induzir também a sonambulismo, despertares confusionais e enurese.

A nicotina também funciona como estimulante e deve se evitada. Caso você tenha dificuldade em adormecer, não deve ficar na cama esperando o sono. O ideal é ir para a cama com sono e não insistir em ficar na cama levantando-se após uns 20 a 30 minutos e só voltar ao leito quando sonolento. O fato de ficarmos acordados no leito, olhando para o relógio e vendo o tempo passar, induz ao estresse e a preocupação excessiva com o sono. Quanto mais o indivíduo quiser dormir, mais nervoso vai ficar e mais dificuldade terá em relaxar e adormecer. Retire também o relógio da sua vista!

Muitos insones desenvolvem condicionamentos negativos com relação ao sono e, quando vai chegando o horário de repouso, entram em pânico. São sugeridas atividades relaxantes próximas ao horário de sono, como ler, pintar, bordar, escutar boa música. Nada de assistir a um filme de ação ou telejornal, carregado de notícias ruins que vão poluir sua mente. Outros insones têm o costume de analisar os problemas ou planejar a rotina do próximo dia na hora em que se deitam. “Ruminar” as preocupações na hora de dormir é um péssimo hábito. É aconselhável escolher um horário no final da tarde para fazer o planejamento das atividades e para analisar seus problemas. Você pode até escrever tudo num papel. Depois esqueça de tudo e relaxe. Ninguém irá resolver nada dormindo. Amanhã é um novo dia. A experiência mostra que seguindo esses princípios de higiene do sono muitas pessoas voltam a dormir bem, sem necessidade de outros tratamentos, porém é importante ficar atento para outros sintomas, e se não melhorar, procurar um médico.

Fonte: Aleteia Brasil

Voltar

Notícias Construtivas

Pais são homenageados por sua filha por não a terem abortado quando se engravidaram na adolescência

 

A homenagem de uma jovem aos seus pais por não a terem abortado quando sua mãe ficou grávida na adolescência

 

A jovem Madeleine Tarin, de Chino Hills, na Califórnia, fez uma bela homenagem para os seus pais em sua formatura. Num post da popular página do Facebook Love What Matters, ela contou a história da família e agradeceu ao casal pela sua força em acolher a sua vida e educá-la mesmo em momentos difíceis – seus pais tinham 17 e 16 anos de idade quando ela nasceu.

“Minha mãe tinha 15 anos quando engravidou. Ela me teve com 16. Meu pai tinha 17”, conta Madeleine no post, mostrando uma foto do ano 2000 em que ela aparece sobre os ombros do pai, ao lado da mãe. “Meus pais foram muito julgados nessa época, mas ficaram fortemente unidos”.

“Cada um morava com seus pais, mas me criaram juntos. Meu pai trabalhava a tempo integral como pedreiro e minha mãe jogava futebol. Hoje, eles têm um casamento forte e apaixonado. Compraram uma bela casa. Minha mãe é dona-de-casa e meu pai fez carreira trabalhando no porto”, contou a menina, que tem ainda duas irmãzinhas.

Madeleine decidiu recriar a cena da foto em sua formatura. “A foto original sempre foi uma inspiração para mim”, disse ela, que quis fazer o novo clique como “uma reflexão que mostrasse a eles o quão longe nós conseguimos chegar como família”.

“Eu não poderia desejar uma família que me amasse e me apoiasse mais do que essa que Deus me deu”, finalizou Madeleine. Publicada em 5 de junho, a história de superação de sua família ultrapassou os 18 mil compartilhamentos e 176 mil reações.

Madeleine, quando criança, junto aos seus pais

 

Madeleine, já adulta, com seus pais, reproduzindo a mesma foto de quando era criança

 

From: Sempre Família

 

 

Voltar

Notícias Construtivas

4 razões práticas pelas quais muitos sacerdotes jovens voltaram a usar batinas

Saiba o porquê sacerdotes jovens voltaram a usar a batina

A batina já foi a forma mais comum dos sacerdotes se vestirem no ambiente paroquial, mas a partir do final dos anos 1960 foi quase universalmente abandonada. Entretanto, atualmente vários sacerdotes jovens começaram a usá-la.

O sacerdote católico Charles Pope escreveu um artigo no ‘National Catholic Register’, intitulado “Why Traditional Priestly Cassocks are Making a Comeback”, no qual explica algumas razões pelas quais os sacerdotes jovens preferem a batina, roupa qualificada como “distintiva e eminentemente sacerdotal”.

“As pessoas me agradecem por usar a batina, mas ninguém nunca me agradeceu por usar uma roupa. Isso me diz que a batina tem um significado especial para o povo de Deus”, indicou.

A seguir, confira as razões pelas quais a batina voltou a estar na moda, de acordo com Mons. Pope:

1. É fresca

De acordo com Mons. Pope, muitas pessoas se surpreendem quando garante que a sua “batina é mais fresca do que o habitual terno clerical”.

 

“Sem proporcionar muita informação, basta dizer que não preciso usar a minha roupa completa por baixo da batina. No verão, umas calças curtas largas com uma cintura elástica confortável, uma camiseta de algodão e meias são suficientes”, assinalou.

Do mesmo modo, disse que usa “batinas de verão”, feitas com “um material leve e transpirável” e que é “agradavelmente fresca comparado com um terno”.

2. É larga

“Nunca foi um fã de roupas apertadas que atualmente estão na moda. A batina, quando está desgastada ??sem a fáscia (um cinto largo), fica larga no corpo”, assegurou o sacerdote.

Além disso, disseque pode esconder o excesso de peso, “ao contrário das calças apertadas ou do cinto”, que “constantemente mostram este problema”.

3. Tem bolsos grandes

Por outro lado, Mons. Pope disse que “a maioria das batinas tem bolsos grandes e largos”.

“São como pequenas alforjes, e como a batina cai livremente, os bolsos volumosos não são um problema. Muitas coisas podem desaparecer dentro daqueles bolsos porque são largos e se estendem tão profundamente, até abaixo do joelho”, acrescentou.

4. É prático

O presbítero sustentou que “não precisa de muito tempo para vestir a batina”, porque só é necessário colocar “a batina sobre sua cabeça, colocando seus braços através das mangas e depois a gravidade faz o resto”.

“Como cai livremente, não é preciso ajustar ou dobrar. Há botões, mas são feitos de pano e abotoam e desabotoam facilmente. O colarinho de linho só se acomoda no lugar; não há necessidade de colarinho de botões. É simples, leve e rápido. Se quero tirá-la, os botões se abrem facilmente e sai da batina. Simples!”, acrescentou.

No entanto, Mons. Pope disse que “há vezes em que a batina é inconveniente”, como “qualquer trabalho altamente físico que implique levantamento ou transporte”, para os quais é necessário outro tipo de roupa.

“Inclusive quando simplesmente subo escadas enquanto carrego coisas nos meus braços, tenho uma tendência a pisar na batina e tropeçar. Tenho que ter cuidado, mas talvez isso seja algo bom”, acrescentou.

From: Aci Digital

Voltar

Notícias Construtivas

A aliança de casamento pode ter a força de um exorcismo

 

Usar sempre a aliança, mais do que um ato de amor, fidelidade e dever conjugal, é uma proteção

 De prata, ferro, ouro ou qualquer outro metal: o anel adquiriu um significado maior do que tinha na antiguidade pagã depois que a Igreja o constituiu em símbolo da aliança indissolúvel entre os casais.

Entre os judeus e os romanos – até mesmo entre os povos pagãos – os homens tinham o costume de colocar um anel no dedinho de sua futura esposa, mas era um anel com um significado diferente. Tratava-se de um voto de confiança, em que o homem entregava à mulher uma réplica do anel ou carimbo pessoal que ele usava no polegar, com o qual lacrava correspondências pessoais e contratos. Era um costume das classes mais abastadas.

Por outro lado, os casais, de qualquer classe social, trocavam anéis nupciais no dia do casamento e costumavam colocá-los no dedo anelar da mão esquerda, bem perto do coração, onde se sente mais o pulsar do órgão poderoso, que simboliza o amor que deve ser somente para Deus.

Pode soar muito romântico e até sentimental, mas o costume que nasceu na Europa do século VI se espalhou por todo o planeta, e, ainda hoje, sob qualquer nominação religiosa ou cultural, os casais trocam anéis e os colocam no dedo anelar da mão esquerda.

Em alguns países, como no Brasil, estes anéis são chamados de aliança e é comum que, no dia do casamento, eles entrem solenemente na igreja sobre uma elegante almofadinha conduzida pelas mãos de um pajem. Durante a aplicação do sacramento, o padre abençoa as alianças e, em seguida, convida os noivos a colocarem-nas mutuamente, repetindo palavras de compromisso, fidelidade e amor.

Claro que esse pequeno cerimonial inserido na solenidade do sacramento não é obrigatório – e sua ausência não invalidaria o matrimônio. Porém, dignificado pela solenidade sobrenatural, como somente a Igreja poderia ter concebido para maior glória de Deus e consolidação do amor conjugal, transmite maior sentido ao contrato mútuo de um casal.

A aliança de casamento pode chegar a revestir a condição de sacramento autêntico, como o anel do pescador usado pelos papas depois do conclave. Ou como os que recebem os religiosos – desde cardeais, bispos e até freiras.

Abençoada e elevada de categoria, a aliança passa de um simples anelzinho a um instrumento de vida consagrada, uma profissão de vida religiosas, cheia de renúncias e sacrifícios santificantes.

Símbolo de oração da Igreja por seus filhos, a aliança pode até chegar a ter a força de um exorcismo contra tentações e ataques de espíritos malignos que induzem o adultério e a fornicação.

Usar sempre a aliança, mais do que um ato de amor, fidelidade e dever conjugal, é uma proteção, já que , quando se casa, Deus manda um anjo especial para o casal e sua finalidade é proteger o homem e a mulher individualmente, em função da “uma só carne” que são os dois depois do casamento, até que a morte os separe e no Céu sejam como os anjos. (Marcos 12,25)

From: Aleteia Brasil

Voltar

Notícias Construtivas

Você nunca deve dizer estas 6 coisas às crianças

Observe as 6 frases negativas que você nunca deve dizer às crianças

Como pais, nossas palavras muitas vezes vão além do que pretendemos que elas signifiquem. A criança, com sua perspectiva e abordagem diferentes, não ouve as coisas da mesma maneira, e essas palavras são muitas vezes fatores de estresse para ela.

“Em vez de criar um jogo de poder e castigo, com uma aparência de autoridade, é melhor ouvir a criança”, aconselha a psicoterapeuta Isabelle Filliozat, autora de Understanding Children’s Emotions (Entendendo o Coração das Crianças)O diálogo é um excelente ponto de partida para resolver uma situação complicada. Temos de encontrar as palavras certas para abrir uma discussão e deixar a criança expressar o que sente, e então guiá-la para a solução certa, em vez de humilhá-la em submissão.

Aqui estão 6 exemplos de frases negativas e suas alternativas positivas, de acordo com Isabelle Filliozat.

1 – A frase negativa: “Você é insuportável / impossível!”

Esta frase vem de um pai e mãe esgotados. O estresse os levam a atacar a criança. Estas são palavras extremamente violentas e perversas. A criança pode congelar, murchar e ficar em silêncio. Mas muito rapidamente, seu corpo se solta e a criança se torna agressiva. Ela vai ao ataque, não contra os seus pais, mas contra um dos seus irmãos ou irmãs, por exemplo. Sua agressão é uma reação de estresse extremo, um comportamento de transbordamento.

A alternativa positiva: “Eu entendo que não saímos o suficiente hoje e que você não tem outra solução a não ser pular no sofá!”

2 – A frase negativa: “Vá para o seu quarto!”

Esta é uma exclusão muito difícil para as crianças entenderem. Esta frase é duplamente negativa: significa “não quero vê-lo aqui” e “não quero vê-lo quando você está se comportando mal”. Exatamente quando a criança mais precisa de seus pais, eles estão dizendo para se afastar e se isolar. As áreas de estresse do cérebro são ativadas. Quanto menor a criança, mais ela precisa de seu pai e sua mãe para ajudá-la a regular suas emoções. Antes dos 13 ou 14 anos de idade, ela não é capaz de controlar suas emoções. Parte do processo de aprendizagem envolve colocar palavras em sentimentos. Se dissermos a uma criança, “vejo lágrimas nos seus olhos”, nós a ajudamos a identificar e regular suas emoções.

A alternativa positiva: “Venha aqui, vamos conversar e nos abraçar”.

3 – A frase negativa: “Você não presta atenção em mim. Você acabou de fazer exatamente o que eu disse para não fazer!”

O cérebro de uma criança muda com sua idade. Uma criança que tem de 2 a 3 anos de idade não ouve o negativo. Quando lhe dizem, por exemplo, “Não entre na casa com as botas cheias de lama!”, ela ouve, “Entre na casa com as botas cheias de lama!”. Ela olha para os pais para ter certeza de que está respondendo ao pedido.

A partir do momento em que algo é proibido, há o risco de a criança querer fazê-lo novamente. Pode parecer que, repreendendo, o adulto recupera o controle. Ele congela a criança com um sentimento de medo e vergonha. Mas… ele não educou a criança porque a relação causal não é definida. A criança fará a coisa proibida outra vez até que o pai controle outra vez a situação com medo e vergonha.

A alternativa positiva: “O que está acontecendo? Diga-me como você se sente”.

4 – A frase negativa: “Pare de me pedir isso!”

Quando uma criança parece estar chorando por algo, temos que olhar para o que ela quer, para a verdadeira necessidade. A criança está expressando algo. Se ela está implorando para assistir desenhos animados, por exemplo, isso não é o que ela quer mais profundamente. Ela está realmente pedindo afeto, um abraço, para responder ao estresse que sente, para acalmar seu cérebro. Dependendo da situação e do caráter da criança, a resposta pode ser oferecer um momento de descanso ou uma brincadeira do lado de fora.

A alternativa positiva: “Você gostaria de dar um passeio?” ou “E se fizéssemos um desenho ou jogássemos algum jogo?”

5 – A frase negativa: “Sente-se!”

Esta é uma das frases mais tóxicas que se pode dizer a uma criança. Forçá-la a sentar colocando-a em uma posição de máximo estresse. Não é natural para ela. Pelo contrário, a criança precisa correr ou escalar árvores para seu bem-estar, mas também para ajudá-la a se concentrar na sala de aula, por exemplo. Ser ativo ajuda sua atenção. Quanto mais ela for forçada a fazer sua lição de casa, mais ela ficará estressada com dificuldades. Todo mundo tem suas próprias preferências. Algumas crianças podem se levantar para fazer sua lição de casa, então uma mesa alta pode servi-las. Por outro lado, estar constantemente assentado danifica os músculos das costas e do períneo. A criança precisa usar seus músculos para desenvolver seu corpo e minimizar o estresse. O resultado é uma melhor saúde do cérebro e uma regulação emocional.

A alternativa positiva: “Em que posição você quer ficar?”

6 – A frase negativa: “Você me esgota!”

Esta frase muito comum é uma forma de fazer a criança ter a responsabilidade pelo estado emocional de seus pais. É um grande fator de estresse para a criança. Ao invés de fazê-la carregar este fardo, os pais podem mostrar o seu humor de forma ilustrada, com um ímã na geladeira, por exemplo: um sol para os dias em que tudo está bem, uma pequena nuvem para os momentos em que você se sente um pouco pior, e uma nuvem com trovão em dias difíceis. A criança é naturalmente simpática, então ela vai entender os sentimentos de seus pais e agir adequadamente.

A alternativa positiva: “Estou cansada e preciso de um abraço”.

From: Aleteia Brasil

Voltar

Notícias Construtivas

O grande milagre de Hiroshima

Conheça a incrível história dos jesuítas que sobreviveram à bomba atômica graças ao rosário.

No dia 6 de agosto de 1945, festa da Transfiguração, muito perto de onde caiu a bomba “Little Boy”, quatro sacerdotes jesuítas alemães sobreviveram a esta catástrofe e a radiação – que matou milhares de pessoas nos meses seguintes – não causou nenhum efeito neles. Esta história, documentada por historiadores e médicos é conhecida como o Milagre de Hiroshima.

Os jesuítas Hugo Lassalle, superior no Japão, Hubert Schiffer, Wilhelm Kleinsorge e Hubert Cieslik, estavam na casa paroquial da Igreja jesuíta de Nossa Senhora da Assunção, em um dos poucos edifícios que resistiu à bomba. No momento da explosão, um dos jesuítas estava celebrando a Eucaristia, outro tomando café da manhã e os outros estavam nos arredores da paróquia.

Conforme escreveu o Pe. Hubert Cieslik em um jornal, somente sofreram pequenos ferimentos por causa de cristais quebrados, mas nenhum efeito da energia atômica liberada.

Os médicos que atenderam os jesuítas alguns dias após a explosão da bomba os advertiram que a radiação recebida causaria lesões graves, assim como doenças e inclusive uma morte prematura.

Mas, este prognóstico nunca aconteceu. Não desenvolveram nenhum transtorno e, em 1976, exatamente 31 anos após a explosão da bomba, Pe. Schiffer foi ao Congresso Eucarístico na Filadélfia, relatou sua história e disse que os quatro jesuítas ainda estavam vivos e sem nenhuma doença. Foram examinados por dezenas de médicos cerca de 200 vezes ao longo dos anos seguintes e nunca encontraram em seus corpos qualquer consequência da radiação.

Os quatro religiosos nunca duvidaram de que tinham gozado da proteção divina e, em particular, da Virgem: “Nós acreditamos que sobrevivemos porque estávamos vivendo a Mensagem de Fátima. Nós vivíamos e rezávamos o Rosário diariamente naquela casa”, explicaram.

Pe. Schiffer escreveu “O Rosário de Hiroshima”, um livro por meio do qual relata tudo o que vivenciou.

Nos 70 anos da explosão atômica em Hiroshima, o Bispo de Niigata e presidente da Cáritas Ásia, Dom Tarcisius Isao Kikuchi, difundiu uma mensagem na qual sublinhou que o Japão pode contribuir com a paz “não com novas armas, mas com suas atividades de nobreza e grande história no crescimento mundial, de maneira particular nas consideradas nações em via de desenvolvimento”.

O Prelado acrescentou que “com esta contribuição ao desenvolvimento, que leva a pleno respeito e à realização da dignidade humana, seria muito apreciado e respeitado pela comunidade internacional”. Cada ano, entre os dias 5 e 15 de agosto, o país celebra uma Oração pela Paz.

Em Hiroshima e Nagasaki morreram cerca de 246 mil pessoas, a metade faleceu no momento do impacto e o resto das pessoas algumas semanas depois pelos efeitos da radiação. A bomba de Hiroshima coincidiu com a solenidade da Transfiguração do Senhor e a rendição do Japão ocorreu no dia 15 de agosto, solenidade da Assunção da Virgem Maria.

From: Aleteia Brasil

Voltar

Notícias Construtivas

Santa Teresa D’Ávila, com o poder da água benta, um certo dia venceu o demônio

 

Santa Teresa D’Ávila, com o poder da água benta, um certo dia venceu o demônio

Em suas memórias, Santa Teresa D’Ávila, uma religiosa mística e Doutora da igreja do século XVI, relatou como, após uma longa experiência, aprendeu que “não há coisa de que os demônios fujam mais, para não mais voltar, do que a água benta”.

O que não é tão conhecido são as experiências que a levaram a essa conclusão, que a santa descreve em sua autobiografia, o “Livro da vida”.

“Eu estava certa vez num oratório e me apareceu, do lado esquerdo, uma figura abominável; percebi especialmente a boca, porque falava: era horrível. Parecia que lhe saía do corpo uma grande chama, muito clara, sem nenhuma sombra. Disse-me, aterrorizando-me, que eu me livrara de suas garras, mas que voltaria a elas”, revelou Santa Teresa no início do capítulo 31 de sua obra.

Em seguida, assustada, tentar espantá-lo com o sinal da Cruz. O demônio a abandonou, mas logo voltou. Isso aconteceu várias vezes, até que notou que tinha água benta perto: “Isso me aconteceu por duas vezes. Não sabendo o que fazer, peguei da água benta que ali havia e lancei-a para onde essa figura se encontrava. Ela nunca mais voltou”.

Em outro momento, Santa Teresa escreveu que o demônio esteve cinco horas a atormentando “com dores e desassossegos interiores e exteriores tão terríveis que pensei não poder suportar. As pessoas que estavam comigo ficaram espantadas e não sabiam o que fazer, nem eu a que recorrer”.

A santa admitiu que só encontrou alívio depois de pedir água benta e jogá-la no local onde viu um demônio perto. É na explicação desse fato que é dada a conhecer a sua citação mais famosa.

“A partir de muitos fatos, obtive a experiência de que não há coisa de que os demônios fujam mais, para não mais voltar, do que da água benta. Eles também fogem da cruz, mas retornam. Deve ser grande a virtude da água benta”, assinalou.

Mais tarde, assegurou que conheceu o consolo da alma depois de tomar a água, o que lhe gerou “uma espécie de deleite interior” que a confortava.

“Não se trata de ilusão nem de coisa que só aconteceu uma vez, mas sim de algo frequente que tenho observado com cuidado. Digamos que seja como se a pessoa estivesse com muito calor e sede e bebesse um jarro de água fria, sentindo todo o seu corpo refrescar. Penso em quão importante é tudo o que a Igreja ordena, e alegra-me muito ver que tenham tanta força as palavras que comunica à água benta para que esta fique tão diferente da comum”, continuou.

Santa Teresa D’Ávila conta muitas outras histórias sobre o poder da água bento no restante do capítulo.

From: Agência Aci

Voltar

Notícias Construtivas

Campanha Missionária 2017

 

 

 

Direção das POM divulga tema e cartaz da Campanha Missionária 2017

 

A alegria do Evangelho para uma Igreja em saída”. Este é o tema escolhido pelas Pontifícias Obras Missionárias (POM) para a Campanha Missionária de 2017. É o mesmo o tema do 4º Congresso Missionário Nacional, que acontecerá nos dias 7 a 10 de setembro em Recife (PE).

Tudo está em sintonia como os ensinamentos do papa Francisco quando afirma: “A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontraram com Jesus” (EG 1). Essa alegria precisa ser anunciada pela Igreja que caminha unida, em todos os tempos e lugares, e em perspectiva ad gentes. Por isso o lema: “Juntos na missão permanente”.

A Campanha Missionária acontece todos os anos no mês de outubro quando se realiza, no penúltimo final de semana, a Coleta do Dia Mundial das Missões (este ano dias 21 e 22).

Cartaz CM 2017
O cartaz destaca a alegria do Evangelho e a Igreja que caminha unida. A arte mostra a Igreja, Povo de Deus, formada por diferentes sujeitos da missão (leigos e leigas, consagrados e consagradas, diáconos, padres, bispos e o papa), representantes de todas as idades e diversas etnias. Todos caminham juntos, depois de terem sido encontrados por Jesus Cristo, e como Igreja em saída, ad gentes, enviada a testemunhar a alegria do Evangelho em todo o mundo. O povo traz a Palavra de Deus, fonte da missão. Carrega também, a Cruz das missões jesuíticas, que marcou a Bolívia e toda a América Latina, no processo de evangelização. Este é o principal símbolo do 5º Congresso Missionário Americano (CAM 5) a ser realizado na Bolívia em 2018. As cores missionárias recordam a dimensão universal da missão. A arte é uma criação do Ateliê15.

Novidade (Zapcode)
Este ano, o cartaz e outros materiais da Campanha trazem o Zapcode. Para utilizá-lo basta baixar gratuitamente o Aplicativo Zappar no Smartphone (celular e tablet). Depois, ao direcionar o aparelho para o cartaz é possível assistir a um vídeo e acessar os conteúdos da Campanha Missionária.

Materiais
Para animar a Campanha, as Pontifícias Obras Missionárias estão preparando subsídios: o cartaz com o tema e o lema; a Novena missionária; Mensagem do papa para o Dia Mundial das Missões; DVD com testemunhos missionários; orações dos fiéis para os cinco domingos de outubro; envelopes para a Coleta do Dia Mundial das Missões e duas versões de marcadores de páginas com a oração missionária. O envio de todos esses materiais para as dioceses de todo o Brasil será feito no final do mês de junho. Os materiais também serão disponibilizados no site das POM.

FONTE: POM

Voltar

Notícias Construtivas

Entrevista com Dom Leonardo Steiner

Secretário-geral da CNBB diz que não há condições éticas de Temer seguir no cargo

Secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Ulrich Steiner avalia não ver condições éticas para a permanência do presidente Michel Temer no cargo após a revelação de detalhes de seu encontro com o empresário Joesley Batista, do grupo JBS, em março.

Mas ele também acredita que o país não superaria o atual "momento de tensão" com uma eventual candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, devido à "resistência de uma parcela da sociedade à pessoa dele, dadas as contínuas notícias de que estaria implicado na Lava Jato".

Para Steiner, Temer deveria ter denunciado Batista quando, no encontro que os dois tiveram no Palácio do Jaburu, o empresário lhe disse que havia corrompido autoridades para ser favorecido em investigações sobre sua empresa.

No dia 18, o Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou a conversa, gravada por Joesley como parte de seu acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República. O presidente diz que o áudio foi editado e não tem validade jurídica.

"Se alguém vem e diz que está subornando juiz e o Ministério Público, não é possível que quem está à frente do Estado não se mexa", afirma Steiner, enfatizando se tratar de opinião pessoal sua, e não uma posição oficial da CNBB.

Mas Steiner diz que a nota emitida pela presidência da CNBB no dia 19 de maio, um dia após a divulgação da conversa de Joesley com Temer, com o título "Pela Ética na Política" (dizendo estar acompanhando "com espanto e indignação as graves denúncias de corrupção política acolhidas pelo STF"), foi uma resposta da entidade "para dizer que, para alguém que exerce um cargo público, a idoneidade é tudo".

Principal organização ligada à Igreja Católica no Brasil, a CNBB foi fundada em 1952 e desenvolveu uma forte atuação política. O grupo se tornou uma das principais vozes contrárias à ditadura militar (1964-1985), embora tivesse apoiado o golpe no início. Paralelamente, aproximou-se de movimentos de esquerda e teve influência na fundação do PT.

A CNBB tem mantido postura crítica ao governo Temer e se pronunciado contra algumas das principais propostas do presidente, como o projeto de reforma da Previdência.

Em entrevista à BBC Brasil na sede do órgão, na terça-feira, Steiner diz preferir a realização de eleições diretas numa eventual saída de Temer. Porém, se houver eleição indireta, afirma que a escolha deve ser debatida com a sociedade e não pode ser imposta pelo Congresso ou por grupos "ligados ao mercado", sob o risco de haver uma convulsão social.

Bispo auxiliar de Brasília, Steiner é secretário-geral da CNBB desde 2011, posto que assumiu após atuar na prelazia de São Félix, em Mato Grosso. Catarinense de Forquilha e franciscano da Ordem dos Frades Menores, foi ordenado padre pelo ex-arcebispo de São Paulo dom Paulo Evaristo Arns (1921-2016), seu primo.

Confira os principais trechos da entrevista.

BBC Brasil - Como o senhor recebeu a notícia sobre a delação da JBS envolvendo o presidente Michel Temer?

Leonardo Ulrich Steiner - Quase atônito. Nós pensávamos que o pior já tivesse passado. Claro que, de alguém que está há tanto tempo na política e num partido que também vinha sendo acusado na Lava Jato, se podia esperar alguma coisa, mas não nesse montante. Por isso a presidência [da CNBB] tomou a iniciativa de emitir uma nota para dizer que, para alguém que exerce um cargo público, a idoneidade é tudo.

Não estávamos nos referindo apenas ao presidente da República, mas também ao deputado [Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR)] e ao senador [Aécio Neves (PSDB-MG)] envolvidos, e também a outros que agora começam a aparecer com mais nitidez. Talvez seja a continuidade de uma crise que estamos vendo já há um bom tempo no Brasil, que não é uma crise econômica-política, mas uma crise ética.

A coisa pública é tratada como vantagem pessoal, ou como vantagem do partido, de determinados grupos. O que espanta é que falem de bilhões como se fossem mil reais.

BBC Brasil - Qual o melhor desfecho para o impasse em relação à permanência do presidente no cargo?

Steiner - A CNBB está discutindo essa questão internamente. Não temos ainda uma posição. Estamos nos encontrando com muitas pessoas e vendo qual seria a melhor saída. Várias pessoas têm sugerido eleições diretas para presidente e vice. A questão é: é necessário mexer na Constituição? Como a questão não foi regulamentada ainda, vê-se alguma possibilidade de haver eleições diretas para presidente e vice sem mexer na Constituição.

A outra saída em que se fala mais é do próprio Congresso eleger um novo presidente e um novo vice, no caso de renúncia ou de cassação do atual presidente. Mas penso que é sempre importante passar pelo voto, é sempre importante ouvir a sociedade.

BBC Brasil - O senhor não vislumbra a permanência de Temer no cargo?

Steiner - Por aquilo que ele mesmo tem falado nas entrevistas, não vejo condições éticas de ele continuar. Não se trata apenas do áudio, trata-se de uma questão ética. Se alguém vem e diz que está subornando juiz e o Ministério Público, não é possível que quem está à frente do Estado não se mexa, não denuncie. Isso é gravíssimo.

BBC Brasil - Temer diz que não acreditava que o empresário Joesley Batista estivesse falando a verdade, que as afirmações eram uma "fanfarronice" dele.

Steiner - Pode ser que sejam, mas mesmo assim ele tem de ser investigado. Não se pode ficar quieto. A ética está acima de qualquer outra coisa para o exercício do próprio mandato. Estou falando isso como uma opinião pessoal - a CNBB não discutiu internamente essas questões. Mas o próprio presidente, ao se defender, está dizendo que a situação ficou extremamente frágil para continuar a exercer o seu mandato.

BBC Brasil - É desejável que Temer renuncie?

Steiner - Não tenho como dizer, porque isso é algo que depende da pessoa.

BBC Brasil - Há clima para o avanço das reformas que o governo vinha defendendo?

Steiner - Penso que não. Como podem pessoas que estão tão envolvidas na Lava Jato decidir os destinos da população brasileira? Depois, há a necessidade de maior diálogo com a sociedade em relação, por exemplo, à [reforma da] legislação trabalhista. Sobre a terceirização, não houve diálogo. Sobre a reforma da Previdência, até agora não se mostraram os dados reais. Fala-se em deficit, mas como funciona a Previdência brasileira? É preciso debater muito mais.

Em todas essas questões, sempre se fala num ponto: que é preciso sinalizar ao mercado, que é preciso colocar a economia em ordem. Não se fala em pessoas, não se fala em Brasil. Isso é grave. É uma mentalidade de mercado.

É preciso que o Congresso, diante de uma crise dessas, comece a rever as próprias ações e atitudes para o bem do povo brasileiro, e não para o bem de um determinado grupo. Veja o que está sendo feito em relação à [diminuição das áreas protegidas na] Amazônia. Não é uma questão apenas sobre a preservação da natureza, mas uma questão ética em relação à casa comum, para usar uma expressão do Santo Padre.

BBC Brasil - Uma das principais saídas discutidas seria uma eleição indireta em que o ex-presidente FHC, o ministro Henrique Meirelles ou ex-ministro Nelson Jobim assumiriam a Presidência até próxima eleição. Como enxerga essas hipóteses?

Steiner - Não citaria nomes, mas, se houver uma eleição indireta, é preciso um debate para chegar num consenso de um nome que não esteja ligado a falcatruas, que não esteja ligado a essa questão toda da Lava Jato, que tenha dignidade do cargo e também consiga dialogar e levar o país adiante.

Um partido não vai poder impor um nome, o Congresso Nacional não vai poder impor um nome à sociedade, um pequeno grupo que esteja interessado no mercado não pode impor ao Brasil um presidente. Senão corremos o risco de ter uma convulsão social.

BBC Brasil - Na oposição ao governo, há uma aglutinação em torno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a expectativa de que ele volte àPresidência numa eventual eleição direta. Como o senhor vê essa movimentação?

Steiner - Quanto ao Lula ser candidato, ele tem esse direito, assim como tem o Fernando Henrique (Cardoso), o (Geraldo) Alckmin, o (Jair) Bolsonaro e outros que estão se propondo a ser candidatos. A dificuldade pessoal que eu vejo é a resistência de uma parcela da sociedade à pessoa dele, dadas as contínuas notícias de que estaria implicado na Lava Jato. E nós não superaríamos esse momento de tanta tensão no Brasil.

Existe uma tensão muito grande, e essa tensão talvez poderia até crescer [se Lula for eleito]. Precisaria haver gestos muito significativos dele para ajudar numa reconciliação da sociedade brasileira.

BBC Brasil - Do ponto de vista ético, Lula teria condições de assumir esse papel?

Steiner - Ele precisaria primeiro mostrar para a Justiça a inocência.

BBC Brasil - Como o senhor avalia a Operação Lava Jato?

Steiner - Ela tem sido muito importante para o Brasil. Ela tem mostrado onde estamos, esse envolvimento das empresas na política, esse beneficiamento mútuo, um Congresso eleito pelo poder das empresas. Creio que a sociedade brasileira está tomando consciência de que isso não pode continuar assim.

Mas também a Lava Jato veio demonstrar algumas incoerências. Por que esse alarde no momento de prender pessoas? Quando vão prender, os jornalistas já estão lá. O Ministério Público não precisa disso pra exercer seu trabalho. E a Lava Jato não tomou cuidado em relação às nossas empresas. As nossas empresas envolvidas estão numa situação muito difícil, ao passo que as pessoas envolvidas estão livres e soltas. Então existem algumas dificuldades que precisariam ser discutidas para que a Lava Jato realmente ajudasse, como alguns querem, numa expressão que não é muito feliz, a passar o Brasil a limpo.

BBC Brasil - Como o senhor vê o crescimento de figuras que tentam se projetar como alheias à política tradicional, como o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ)?

Steiner - Com uma dificuldade muito grande. Você certamente acompanhou as eleições nos EUA e deve estar acompanhando o momento crítico que vive o país. Normalmente os salvadores da pátria não dão certo. Diante do descrédito da política e dos políticos, existe essa tentação de buscar alguém de fora da política para salvar a pátria. Não é o melhor caminho.

Há cada vez mais a necessidade de esclarecer às pessoas a importância da política, mas também a importância de termos no meio político pessoas que tenham condições de governar o país. Normalmente os salvadores da pátria têm um espiritozinho um pouco ditatorial.

BBC Brasil - Tem se falado no prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), e até no apresentador Luciano Huck como figuras que poderiam tentar voos mais altos na política, promover alguma renovação. Que acha dos dois?

Steiner - Não os conheço. Não sei se seriam a solução. Deseja-se que a velha política desapareça, isso é verdade, a gente sente. Mas creio que encontraremos políticos, que possam exercer seu mandato com dignidade e integridade.

BBC Brasil - Recentemente o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), órgão ligado à CNBB, foi alvo da CPI da Funai, que investigou processos de demarcações de terras indígenas. Deputados ruralistas acusaram o Cimi de estimular "demarcações fraudulentas". Como o senhor encarou o processo?

Steiner - A instalação dessa CPI tinha apenas o interesse de encostar na parede diversas entidades que assumiram a causa indígena. Não havia nenhum interesse nessa CPI de realmente defender os povos indígenas. Por que, ao apresentar o relatório, eles não incriminaram nenhum grande fazendeiro?

O Cimi tem feito um trabalho extraordinário. Vivi numa região do Mato Grosso onde tínhamos vários povos indígenas e um trabalho muito importante na área educacional, de saúde, no resgate das tradições, dos rituais. Quando um povo se sente inteiro na sua identidade, ele começa a exigir mais. Ele também cria autoconsciência de que precisa de espaço para viver. A terra para eles não é uma propriedade, a terra é uma casa. E isso incomoda muita gente.

Acho que no futuro [os deputados da CPI] vão se envergonhar do que fizeram, porque não se faz com irmãos o que eles estão fazendo com os índios. E eles não estão por dentro da questão indígena, estão somente interessados na questão das terras. É preciso dizer isso.

FONTE: BBC

Voltar

Mural de recados

ALBERTO BIANCO

O SIATE DA RÁDIO FICOU EXCELENTE, PARABÉNS. FORÇA E CORAGEM. PAZ E BEM

Elizabete Assis Ferreira

Parabéns pela programação de conteúdo. Ouvimos sempre aqui em Ourinhos, SP.

Salete dos Santos

Sou a Salete de Curitiba. Gosto muito da Rádio. Parabéns. Ouço diariamente o Programa Reflexão Construtiva com o Padre Ivam.

claudiane

Bom amigo! Pe Ivam sempre disposto a ajudar! Obrigada! Deus o abençoe! Não importa o tempo ou a distância, sempre estará em minhas orações!

Mural de recados